fbpx

Hospital de Amor recebe visita da primeira-dama, Michelle Bolsonaro

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição e alguns de seus principais projetos.

Uma visita especial marcou o Hospital de Amor neste dia 25 de outubro. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição (como a unidade infantojuvenil e o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrica -TMO), e alguns de seus principais projetos (como o de reabilitação, Bella Vita).

Entre os setores visitados, a primeira-dama conheceu o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrico e o projeto de reabilitação, Bella Vita.

Após o almoço, Michelle se reuniu com centenas de pessoas, entre voluntários, diretores e colaboradores do HA, além de políticos e representantes, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, para fazer uma palestra sobre o Programa Pátria Voluntária, o qual preside.

Durante a cerimônia, o gerente de captação de recursos do Hospital de Amor, Luiz Antônio Zardini, falou sobre a importância do trabalho voluntário para o mundo e, especialmente, para os pacientes do hospital. “O voluntário é um visionário, pois ele consegue enxergar a fraternidade e o amor. Eles são presença de Deus junto aos pacientes, seja no hospital ou em suas residências. Afinal, não basta servir, é preciso amar!”, afirmou.

A coordenadora do departamento de Recursos Humanos da instituição, Renata Paschoal, explicou sobre os dois tipos de voluntariado que existem no HA (o que é conduzido pela Associação Voluntária de Combate ao Câncer – AVCC – e o que é gerenciado pelo departamento de Projetos Sociais da instituição) e suas diversas áreas de atuação.

Em seguida, a primeira-dama falou sobre a “Pátria Voluntária” e sua missão: fomentar a cultura do voluntariado do Brasil, contribuindo com um país mais justo, inclusivo e social. “Estou muito feliz em estar aqui e muito honrada em ser intitulada ‘Madrinha do projeto de reabilitação não oncológica Dream’, pois a reabilitação é tão importante quanto o tratamento. Muito obrigada!”, declarou Michelle.

Da esquerda para a direita: deputada federal, Silvia Chagas; presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata; prefeito municipal de Barretos (SP), Guilherme de Ávila; coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; primeira-dama, Michelle Bolsonaro; deputada federal, Katia Sastre; e secretário de saúde de Araguaína (TO), Jean Coutinho.

Para comprovar isso e na tentativa de superar seus próprios limites, o Coral ‘Papo Furado’ – composto por pacientes laringectomizados, ou seja, que retiraram a laringe por causa do câncer – se apresentou e emocionou a todos, entoando a música ‘É preciso saber viver, do Titãs.

O rádio-oncologista e coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi, explicou sobre o trabalho de reabilitação do Hospital de Amor e enalteceu seu principal objetivo, que é oferecer aos pacientes condições dignas para se reinserir na sociedade, ser integrado e incluído. “Hoje a nossa instituição dá um grande passo, pois vamos construir o melhor centro de reabilitação não oncológica da América Latina, o ‘Dream’, que receberá o nome da nossa primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Grandes sonhos só se tornam realidade com pessoas que acreditam nele, por isso, não posso deixar de homenagear o prefeito Guilherme de Ávila; a deputada federal, Katia Sastre (responsável pela doação da ala dos surdos no novo centro); a deputada federal, Silvia Chagas; e o secretário de saúde de Araguaína, Jean Coutinho (representando o prefeito Ronaldo Dimas), que levará uma outra unidade deste centro para o estado do Tocantins. E como um grande sonho deve estar nas mãos de uma grande pessoa, convidamos a senhora Michelle Bolsonaro para ser a madrinha”, explicou o médico.

De acordo com o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, esse dia vai ficar escrito na história do HA. “Quem tem amor dentro do hospital, não limita seus sonhos, e quando o Dr. Daniel me desenhou esse projeto, eu senti que ele foi escolhido por Deus para fazer, com muita competência, o maior complexo de reabilitação da América Latina. E a Michelle nos mostrou que seu coração é igual ao nosso e nos acolheu com esse sonho. Muito obrigado! O Hospital de Amor tem o maior orgulho em tê-la no ‘quadro da família HA’”, finalizou.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

Publicado em 25 de out de 2019   |   Artigos, Destaques, Institucional, Ensino e Pesquisa, Pacientes e Familiares
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição e alguns de seus principais projetos.

Uma visita especial marcou o Hospital de Amor neste dia 25 de outubro. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição (como a unidade infantojuvenil e o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrica -TMO), e alguns de seus principais projetos (como o de reabilitação, Bella Vita).

Entre os setores visitados, a primeira-dama conheceu o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrico e o projeto de reabilitação, Bella Vita.

Após o almoço, Michelle se reuniu com centenas de pessoas, entre voluntários, diretores e colaboradores do HA, além de políticos e representantes, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, para fazer uma palestra sobre o Programa Pátria Voluntária, o qual preside.

Durante a cerimônia, o gerente de captação de recursos do Hospital de Amor, Luiz Antônio Zardini, falou sobre a importância do trabalho voluntário para o mundo e, especialmente, para os pacientes do hospital. “O voluntário é um visionário, pois ele consegue enxergar a fraternidade e o amor. Eles são presença de Deus junto aos pacientes, seja no hospital ou em suas residências. Afinal, não basta servir, é preciso amar!”, afirmou.

A coordenadora do departamento de Recursos Humanos da instituição, Renata Paschoal, explicou sobre os dois tipos de voluntariado que existem no HA (o que é conduzido pela Associação Voluntária de Combate ao Câncer – AVCC – e o que é gerenciado pelo departamento de Projetos Sociais da instituição) e suas diversas áreas de atuação.

Em seguida, a primeira-dama falou sobre a “Pátria Voluntária” e sua missão: fomentar a cultura do voluntariado do Brasil, contribuindo com um país mais justo, inclusivo e social. “Estou muito feliz em estar aqui e muito honrada em ser intitulada ‘Madrinha do projeto de reabilitação não oncológica Dream’, pois a reabilitação é tão importante quanto o tratamento. Muito obrigada!”, declarou Michelle.

Da esquerda para a direita: deputada federal, Silvia Chagas; presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata; prefeito municipal de Barretos (SP), Guilherme de Ávila; coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; primeira-dama, Michelle Bolsonaro; deputada federal, Katia Sastre; e secretário de saúde de Araguaína (TO), Jean Coutinho.

Para comprovar isso e na tentativa de superar seus próprios limites, o Coral ‘Papo Furado’ – composto por pacientes laringectomizados, ou seja, que retiraram a laringe por causa do câncer – se apresentou e emocionou a todos, entoando a música ‘É preciso saber viver, do Titãs.

O rádio-oncologista e coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi, explicou sobre o trabalho de reabilitação do Hospital de Amor e enalteceu seu principal objetivo, que é oferecer aos pacientes condições dignas para se reinserir na sociedade, ser integrado e incluído. “Hoje a nossa instituição dá um grande passo, pois vamos construir o melhor centro de reabilitação não oncológica da América Latina, o ‘Dream’, que receberá o nome da nossa primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Grandes sonhos só se tornam realidade com pessoas que acreditam nele, por isso, não posso deixar de homenagear o prefeito Guilherme de Ávila; a deputada federal, Katia Sastre (responsável pela doação da ala dos surdos no novo centro); a deputada federal, Silvia Chagas; e o secretário de saúde de Araguaína, Jean Coutinho (representando o prefeito Ronaldo Dimas), que levará uma outra unidade deste centro para o estado do Tocantins. E como um grande sonho deve estar nas mãos de uma grande pessoa, convidamos a senhora Michelle Bolsonaro para ser a madrinha”, explicou o médico.

De acordo com o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, esse dia vai ficar escrito na história do HA. “Quem tem amor dentro do hospital, não limita seus sonhos, e quando o Dr. Daniel me desenhou esse projeto, eu senti que ele foi escolhido por Deus para fazer, com muita competência, o maior complexo de reabilitação da América Latina. E a Michelle nos mostrou que seu coração é igual ao nosso e nos acolheu com esse sonho. Muito obrigado! O Hospital de Amor tem o maior orgulho em tê-la no ‘quadro da família HA’”, finalizou.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

Publicado em 25 de out de 2019   |   Artigos, Destaques, Institucional, Ensino e Pesquisa, Pacientes e Familiares