fbpx

Novembro Azul: Hospital de Amor faz alerta sobre o câncer de próstata

A doença ainda continua sendo o tipo de câncer mais frequente em homens a partir dos 50 anos no Brasil, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma.

“Novembro Azul” é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença ainda continua sendo o tipo de câncer mais frequente em homens no Brasil, depois do câncer de pele não-melanoma, e as maiores vítimas são homens a partir de 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

Embora seja uma doença comum, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto, às vezes por medo ou até desinformação. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que 75% dos casos de câncer de próstata são em homens com idade acima de 65 anos e, até 2018, as estimativas apontavam 68.220 novos casos e 15.391 mortes pela doença. Por se tratar de uma doença assintomática em fases iniciais, a melhor maneira de se detectar é através do exame de rastreamento (também conhecido como exame de toque) e de PSA (sigla de Antígeno Prostático Específico, que pode ser avaliado através de um exame de sangue simples). Esses dois, juntos, possuem uma capacidade de detecção maior para o câncer de próstata.

De acordo com o médico urologista e coordenador do departamento de urologia do Hospital de Amor, Dr. Alexandre César Santos, em termos estatísticos, o câncer de próstata é responsável pela morte de 3% da população. “Há uma prevalência mais frequente, em torno de 16% dos homens da população em geral, que podem ser acometidos pela doença. Graças à campanha Novembro Azul, é possível perceber uma diminuição da mortalidade por esse tipo de tumor”, afirmou.

Diagnóstico
Para se ter um diagnóstico preciso do câncer de próstata, é realizado um rastreamento inicial, que leva em consideração outros fatores, como a raça e histórico familiar. Com base nisso, são feitos exames de rastreamento para detecção da doença. Caso o diagnóstico seja positivo, o paciente é encaminhado para iniciar o tratamento. Caso o diagnóstico seja negativo, é feita uma estratégia de prevenção: se os riscos forem baixos, os rastreamentos são anuais ou a cada dois ou três anos.

Prevenção
Pelo fato do câncer de próstata não apresentar sintoma em fases iniciais, os exames preventivos são muito importantes. A doença surge em uma região da próstata e, na maioria das vezes, os pacientes não sentem dor, não há sangramento na urina e não há dificuldade em urinar ou evacuar. Enquanto isso, o tumor continua crescendo na próstata deste homem.

Quando ele demora para fazer os exames preventivos, o diagnóstico é tardio e, na maioria das vezes, o tumor não está apenas na próstata, tendo já gerado metástase, acometendo ossos e outros órgãos. Nesta fase, não há mais cura para o paciente, apenas um tratamento paliativo dos sintomas.

Como prevenir?
As pessoas que possuem convênio ou planos de saúde devem procurar o urologista de confiança, relacionado ao convênio. Os pacientes que são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que desejam realizar os exames de prevenção e que estão situados no Departamento Regional de Saúde de Barretos (DRS), devem fazer o agendamento junto ao projeto ‘Saúde do Homem’, no AME, através do 0800-779-000, onde são realizadas, gratuitamente, avaliações urológicas e cardíacas, com base em uma fila de espera. Já os homens que não têm acesso a essa possibilidade, devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência e solicitar ao médico o encaminhamento ou exame de rastreamento para a detecção do câncer de próstata.

Embora seja uma doença comum, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto, às vezes por medo ou até desinformação. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que 75% dos casos de câncer de próstata são em homens com idade acima de 65 anos e, até 2018, as estimativas apontavam 68.220 novos casos e 15.391 mortes pela doença.
Para o gerente de captação de recursos, o encontro é uma forma de agradecer todas essas pessoas que atuam unicamente por amor ao próximo.

Como diz o ditado popular: ‘depois da tempestade, vem a bonança’, e o propósito do ”Encontro Nacional de Coordenadores” do Hospital de Amor não é diferente! Depois de vestirem a camisa da solidariedade, abraçarem com muito amor e dedicação a causa, e desempenharem um trabalho árduo em seus municípios, de maneira gratuita e durante todo o ano, os coordenadores voluntários de eventos (leilão, quermesses, festas, almoços, ação entre amigos, etc.) se unem, em Barretos (SP), para comemorar.

Neste ano, o evento – que já é tradição e faz parte do calendário de ações do HA – aconteceu no dia 26 de outubro, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, e reuniu mais de 1.000 pessoas. Com o objetivo de integrar os voluntários de todo o Brasil, eles tiveram a oportunidade de celebrar as conquistas alcançadas ao longo do ano, além de compartilhar as metas e desafios para 2020.

Emerson Rodrigues é coordenador voluntário de Bela Vista (MS).

O encontro contou com palestras ministradas pelo presidente da instituição, Henrique Prata, e pelo gerente de captação de recursos, Luiz Antônio Zardini. Os dois ressaltaram a importância do trabalho desenvolvido pelos coordenadores, na tentativa de diminuir o alto déficit mensal do hospital e melhorar, ainda mais, os atendimentos de excelência oferecidos aos pacientes. “De coração, eu agradeço a todos pela presença em mais esse encontro. Eu acho muito importante prestar contas pra vocês, dos nossos planos, dos nossos sonhos e projetos. Os tamanhos dos desafios que nos surgem são muito grandes e eu fico muito feliz de saber que eu consigo contar com cada um de vocês. Eu me apoio na fé para gerir essa obra e eu sei que vocês também são movidos por esse sentimento. Nossa instituição está vivendo uma experiência de crescimento que eu mesmo me impressiono com o que tem acontecido. Por isso, eu conto com vocês pra cada vez mais tragam mais pessoas para abraçar essa causa das mais diversas formas”, declarou o Henrique Prata.

Para o gerente de captação de recursos, o encontro é uma forma de agradecer todas essas pessoas que atuam unicamente por amor ao próximo. “Eles são responsáveis por uma importante parte das receitas do Hospital. É um trabalho fundamental e muito amoroso. É gratificante ver a cumplicidade deles com a instituição e, sem dúvidas, é isso que mantém as portas abertas, oferecendo assistência e tratamento de qualidade”, afirmou Zardini.

Além disso, o radio-oncologista e coordenador do projeto de reabilitação Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; e a coordenadora do Centro de Transplante de Medula Óssea, Dra. Neysimelia Costa Villela, carinhosamente conhecida como Dra. Neysi, apresentaram seus departamentos e as novidades em tecnologia e tratamento que eles proporcionam aos pacientes do hospital.

Rita Lilian é coordenadora do município de Goiandira (GO).

Trabalho Voluntário
O coordenador voluntário Emerson Rodrigues, o Buiu, veio de Bela Vista (MS), na divisa com o Paraguai, andando mais de 1.000 KM e compareceu ao evento. Há 3 anos comandando o leilão de seu município, ele se sente completamente motivado a continuar esse trabalho de solidariedade. “É muito gratificante poder ajudar aquelas pessoas que precisam de um atendimento especializado. Quando surgiu a oportunidade de ocupar esse cargo, eu abracei de corpo, alma, mente e coração e, desde então, eu tenho feito esse trabalho. Faça tudo isso com muito amor! Estar aqui, trocando experiências com os meus colegas coordenadores de todo o país e buscando conhecimento junto a equipe do HA é maravilhoso”, contou.

A coordenadora do município de Goiandira (GO), Rita Lilian, esteve pela primeira vez no encontro e ficou encantada com o evento. “Tive o prazer de realizar o primeiro leilão na minha cidade e o prazer maior de estar aqui, nesta festa linda dedicada aos coordenadores. Acredito que o motivo maior de ajudarmos essa instituição é confiar e respeitar o trabalho que é desenvolvido aqui. Só quem conhece, consegue sentir esse amor que é o Hospital de Amor. Vale muito a pena!”, finalizou Rita.

O evento, que já é tradição e faz parte do calendário de ações do HA, reuniu mais de 1.000 voluntários, com o objetivo refletir sobre o trabalho e comemorar os feitos de 2019.
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição e alguns de seus principais projetos.

Uma visita especial marcou o Hospital de Amor neste dia 25 de outubro. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição (como a unidade infantojuvenil e o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrica -TMO), e alguns de seus principais projetos (como o de reabilitação, Bella Vita).

Entre os setores visitados, a primeira-dama conheceu o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrico e o projeto de reabilitação, Bella Vita.

Após o almoço, Michelle se reuniu com centenas de pessoas, entre voluntários, diretores e colaboradores do HA, além de políticos e representantes, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, para fazer uma palestra sobre o Programa Pátria Voluntária, o qual preside.

Durante a cerimônia, o gerente de captação de recursos do Hospital de Amor, Luiz Antônio Zardini, falou sobre a importância do trabalho voluntário para o mundo e, especialmente, para os pacientes do hospital. “O voluntário é um visionário, pois ele consegue enxergar a fraternidade e o amor. Eles são presença de Deus junto aos pacientes, seja no hospital ou em suas residências. Afinal, não basta servir, é preciso amar!”, afirmou.

A coordenadora do departamento de Recursos Humanos da instituição, Renata Paschoal, explicou sobre os dois tipos de voluntariado que existem no HA (o que é conduzido pela Associação Voluntária de Combate ao Câncer – AVCC – e o que é gerenciado pelo departamento de Projetos Sociais da instituição) e suas diversas áreas de atuação.

Em seguida, a primeira-dama falou sobre a “Pátria Voluntária” e sua missão: fomentar a cultura do voluntariado do Brasil, contribuindo com um país mais justo, inclusivo e social. “Estou muito feliz em estar aqui e muito honrada em ser intitulada ‘Madrinha do projeto de reabilitação não oncológica Dream’, pois a reabilitação é tão importante quanto o tratamento. Muito obrigada!”, declarou Michelle.

Da esquerda para a direita: deputada federal, Silvia Chagas; presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata; prefeito municipal de Barretos (SP), Guilherme de Ávila; coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; primeira-dama, Michelle Bolsonaro; deputada federal, Katia Sastre; e secretário de saúde de Araguaína (TO), Jean Coutinho.

Para comprovar isso e na tentativa de superar seus próprios limites, o Coral ‘Papo Furado’ – composto por pacientes laringectomizados, ou seja, que retiraram a laringe por causa do câncer – se apresentou e emocionou a todos, entoando a música ‘É preciso saber viver, do Titãs.

O rádio-oncologista e coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi, explicou sobre o trabalho de reabilitação do Hospital de Amor e enalteceu seu principal objetivo, que é oferecer aos pacientes condições dignas para se reinserir na sociedade, ser integrado e incluído. “Hoje a nossa instituição dá um grande passo, pois vamos construir o melhor centro de reabilitação não oncológica da América Latina, o ‘Dream’, que receberá o nome da nossa primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Grandes sonhos só se tornam realidade com pessoas que acreditam nele, por isso, não posso deixar de homenagear o prefeito Guilherme de Ávila; a deputada federal, Katia Sastre (responsável pela doação da ala dos surdos no novo centro); a deputada federal, Silvia Chagas; e o secretário de saúde de Araguaína, Jean Coutinho (representando o prefeito Ronaldo Dimas), que levará uma outra unidade deste centro para o estado do Tocantins. E como um grande sonho deve estar nas mãos de uma grande pessoa, convidamos a senhora Michelle Bolsonaro para ser a madrinha”, explicou o médico.

De acordo com o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, esse dia vai ficar escrito na história do HA. “Quem tem amor dentro do hospital, não limita seus sonhos, e quando o Dr. Daniel me desenhou esse projeto, eu senti que ele foi escolhido por Deus para fazer, com muita competência, o maior complexo de reabilitação da América Latina. E a Michelle nos mostrou que seu coração é igual ao nosso e nos acolheu com esse sonho. Muito obrigado! O Hospital de Amor tem o maior orgulho em tê-la no ‘quadro da família HA’”, finalizou.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.
Quem se cuida, voa mais longe - Azul Linhas Aéreas e Hospital de Amor

Uma importante parceria entre o Hospital de Amor e a Azul Linhas Aéreas tem beneficiado de maneira muito significativa mulheres atendidas pelas unidades de prevenção do hospital espalhadas pelo Brasil. A Azul tem o “Outubro Rosa” – mês de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama –  como sua maior causa social e, há 9 anos, trabalha em ações relacionadas à prevenção e à detecção precoce da doença. Desde 2017, a empresa passou a desenvolver projetos que contribuem com o trabalho de qualidade e humanização que é desenvolvido pelo Hospital de Amor.

A 2ª edição da premiação do concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória” ocorreu no último 18/10, em Barretos (SP).

As iniciativas, que vão desde o “Conexão Azul Rosa” – que já proporcionou com que mais de 90 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, vindas das diversas regiões do Brasil, tivessem a oportunidade de chegar a um centro especializado de tratamento com o conforto e a agilidade que uma viagem de avião podem oferecer; passando pela coleção “Outubro Rosa” da Azul Collection – que é a linha de produtos oficiais da Azul – que também beneficia a instituição; até o concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória” – uma ação ligada à unidade de negócios da Azul (Azul Viagens),  que oferece uma viagem incrível para pacientes com um acompanhante.

Para a coordenadora de responsabilidade social da companhia aérea, Ivana Nascimento, a parceria entre a Azul e o HA tem trazido resultados muito satisfatórios e tende a se expandir cada vez mais. “Nós sabemos o quanto essas iniciativas têm rendido bons frutos e esperamos que elas durem por muito mais tempo. O impacto social que elas trazem é muito grande e positivo”, afirmou.

“Nosso instituto conta com várias iniciativas que visam integrar cultura, saúde e ciência, em busca de trazer à sociedade uma abordagem da temática do câncer  que pode ser pensada a partir de atividades lúdicas que vão além do universo da doença, a partir de vivências e linguagens que estimulam a humanização dos processos de prevenção, tratamento e cura, e isso se alinha perfeitamente ao que a Azul quer proporcionar a essas pacientes”, explicou a coordenadora de projetos do Instituto Sociocultural do Hospital de Amor, Marcella Marchioreto.

Eliane da Silva e Sirlei David foram as vencedoras da edição 2019 do concurso de cartas.

Premiando histórias inspiradoras
Na última sexta-feira, 18 de outubro, aconteceu a segunda edição da premiação do concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória”, que é realizado numa parceria entre a Azul Viagens e o Instituto Sociocultural do Hospital de Amor. Na cerimônia, duas pacientes – Eliane Rodrigues da Silva e Sirlei Mantovani David – foram contempladas com uma viagem com acompanhante para o Nordeste (podendo optar entre os destinos de Fortaleza/CE e Natal/RN), com tudo pago. Para Sirlei, que vai levar o filho como acompanhante, a conquista foi algo que veio na hora certa. “Eu acho que já estava escrito por Deus, pois, eu sempre sonhei em conhecer uma praia do Nordeste. Meu filho não conhece a praia, e eu sempre quis dar uma viagem para ele”. Eliana já sabe exatamente quem será sua companheira de viagens: a irmã, Erodite. “Ela é mais do que uma irmã. Sempre esteve do meu lado nas lutas, e agora não vai ser diferente”, relatou.

Em seu primeiro ano, o concurso premiou outros duas pacientes que lutaram contra o câncer de mama. Uma dessas mulheres, Luzia Silva, também participou da cerimônia de 2019 e contou sua experiência. O encontro reuniu ainda representantes da Azul, profissionais que atuam no voluntariado da empresa e colaboradores do HA.

Você pode conferir as cartas das duas pacientes ganhadoras deste ano, clicando aqui.

Um voo Azul Rosa
Outra convidada especial abrilhantou ainda mais o evento de celebração dessa parceria de sucesso. A sul-mato-grossense, Zaira Leite, uma das mais de 90 mulheres beneficiadas com o projeto “Conexão Azul Rosa”, trouxe seu relato de esperança, reforçando o impacto dessas ações na vida das pacientes do hospital. “Essa viagem de avião deixou meu tratamento mais leve. É muito difícil lutar contra o câncer e essa, sem dúvida, foi uma aventura que transformou completamente meu tratamento, de uma maneira muito positiva”, declarou.

Uma coleção que salva vidas
Apoiar a causa do “Outubro Rosa” é muito mais fácil com a Azul Collection. A linha de produtos inclui camisetas, chaveiros, copos, bloco de notas, meias e muito mais. Para adquirir os itens solidários, basta clicar no banner abaixo ou acessar o link: www.azulcollection.com.br/outubro-rosa.

 

 

Devido a seu intenso trabalho relacionado ao diagnóstico precoce de câncer de mama, em 2018, 73% dos casos foram descobertos em estágio inicial.

O décimo mês do ano é mais do que especial para o Hospital de Amor, pois ele é marcado pela maior campanha de conscientização sobre o diagnóstico precoce e sobre a importância do exame de mamografia.

O HA conta com unidades fixas de prevenção nas seguintes cidades: Barretos (SP), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Fernandópolis (SP), Ji-Paraná (RO), Juazeiro (BA), Lagarto (SE), Macapá (AP), Nova Andradina (MS), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

O “Outubro Rosa” – movimento que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama – teve início nos Estados Unidos, na década de 1990, com algumas ações isoladas. A iniciativa chegou ao congresso americano e conquistou a aprovação de uma lei que tornaria outubro como o mês nacional de prevenção à doença. Atualmente, a ação acontece em vários países ao redor do mundo e, para despertar a atenção das pessoas, em especial, das mulheres, monumentos (como Torre Eiffel e Cristo Redentor), praças públicas, igrejas e estabelecimentos comerciais são iluminados por luzes rosas.

Segundo o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a neoplasia maligna mais incidente em mulheres na maior parte do mundo. De acordo com as últimas estatísticas do Globocan 2018 (BRAY, 2018), foram estimados 2,1 milhões de novos casos de câncer e 627 mil óbitos pela doença. No Brasil, as estimativas de incidência de câncer de mama para o ano de 2019 são de 59.700 casos novos, o que representa 29,5% da doença em mulheres, com exceção do câncer de pele não melanoma. Além disso, a cada semana, um novo caso de câncer é descoberto em uma mulher que não sente absolutamente nada. Está aí a grande importância de se atentar aos exames preventivos.

Em 2018, o Hospital de Amor realizou 171.478 exames de mamografia, graças às suas 22 unidades móveis (carretas) e seus 13 institutos de prevenção espalhados pelo país, levando grandes chances de cura contra o câncer de mama a mulheres de 40 a 69 anos. Devido a esse intenso trabalho, 73% dos casos foram descobertos em estágio inicial. “Quanto mais cedo a doença for encontrada, maiores serão as chances de cura. Com certeza, a mamografia ainda é a melhor forma de se fazer isso”, declarou a médica radiologista do Instituto de Prevenção, Dra. Silvia Sabino.

Faça seu exame

Durante todo o mês de outubro, os Institutos de Prevenção do Hospital de Amor estarão de braços abertos esperando pelas mulheres.  Vá até a unidade mais próxima de você e realize, gratuitamente, seu exame de mamografia para a prevenção do câncer de mama.

– Quem deve fazer o exame de mamografia?
Mulheres de 40 a 49 anos, anualmente.
Mulheres de 50 a 69 anos, a cada dois anos.

– Como e onde fazer?
Ligue e agende seus exames no Instituto de Prevenção do HA, pelos telefones (17) 3321-6626 ou (17) 3321-6600 (ramais 7054 e 7050).

 – O que devo levar?
RG, CPF, comprovante de residência e Cartão SUS.

– Onde estão localizados os Institutos de Prevenção?
O Hospital de Amor conta com unidades fixas de prevenção nas seguintes cidades: Barretos (SP), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Fernandópolis (SP), Ji-Paraná (RO), Juazeiro (BA), Lagarto (SE), Macapá (AP), Nova Andradina (MS), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

Quer saber mais? Para esclarecer as dúvidas sobre o câncer de mama e ainda saber os mitos e verdades que envolvem a doença, clique aqui.

Em 2018, o Hospital de Amor realizou 171.478 exames de mamografia, graças às suas 22 unidades móveis (carretas) e seus 13 institutos de prevenção espalhados pelo país.
A 5ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” aconteceu na Região dos Lagos, em Barretos (SP), com o objetivo de promover o bem-estar das pessoas idosas, através de atividades físicas e interação entre os participantes.

Eles possuem um papel muito importante em nossa sociedade. São líderes, trabalhadores, aposentados, avós, cuidadores, sábios e ótimos conselheiros. Diante disso possuem, merecidamente, uma data destinada a eles: 1º de outubro – Dia Internacional do Idoso. Instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU), este dia tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento; conscientizar todas as populações sobre a necessidade das mudanças de atitude para com os idosos; fazer com que eles se realizem plenamente em seus direitos, consigam envelhecer com segurança e dignidade, tendo a oportunidade de se desenvolver até nos últimos anos de vida; além de homenagear as pessoas idosas, comemorando as suas conquistas.

Sabendo disso, o Hospital São Judas Tadeu – a unidade de cuidados paliativos e de atenção ao idoso do Hospital de Amor – realizou, no dia 5 de outubro, a 5ª edição da “Caminhada Lado a Lado com o Idoso”. A ação, que aconteceu na Região dos Lagos, em Barretos (SP), busca promover o bem-estar das pessoas idosas, através de atividades físicas e interação entre os participantes.

Mais de 500 participantes se reuniram no evento, superando as expectativas dos anos anteriores. Voltado para o público com idade acima de 60 anos e com inscrições gratuitas, o percurso teve 900 metros de caminhada. Segundo a enfermeira da unidade de cuidados paliativos do HA, Verônica Faustino, profissionais de diversas áreas, entre eles, educadores físicos, estão envolvidos na organização da ação para garantir conforto e prezar pelo bem-estar dos idosos. “Nossa intenção é que eles não sintam dor ou cansaço, mas que sintam prazer em estar participando. Durante todo o percurso, eles encontram água. Quando eles terminam, são recepcionados com massagem relaxante, aferição de pressão, testes e um delicioso café da manhã com frutas e sucos”, contou.

De acordo com a médica geriatra do Hospital São Judas Tadeu, Dra. Juliana Beraldo Ciorlia, a “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” é uma maneira de enaltecer o processo de saúde e de envelhecimento saudável (que as pessoas tanto buscam hoje em dia), o que vem de encontro a uma necessidade da terceira idade em se manter mais funcional e independente, servindo como lembrança de que isso é possível através de atividade física e do apoio de pessoas que, efetivamente, se importam com quem está envelhecendo. “O Hospital de Amor é uma instituição que, naturalmente, promove a humanização e o bom cuidado com essa faixa etária, realizando esse evento de uma maneira muito adequada e saudável, pensando não somente no adoecimento do idoso, mas também na promoção da saúde”, afirmou.

Nesta 5ª edição, a madrinha escolhida foi a empresaria barretense, Arlete Peroni Ângelo.

Madrinha
Como acontece todos os anos, um idoso de grande destaque na sociedade é convidado para apadrinhar o evento e representar todos os participantes. Nesta 5ª edição, a madrinha escolhida foi a empresaria barretense, Arlete Peroni Ângelo. “Agradeço à equipe que me escolheu para representar todos os idosos que prestigiaram a caminhada. Tenha a certeza de que é a nossa força que vai ensinar os jovens de hoje. Precisamos lutar pela vida! Estou muito feliz, principalmente em ver a alegria desses idosos. É contagiante!”, declarou.

Confira quem foram os padrinhos/madrinhas dos anos anteriores:
1ª edição: João Monteiro de Barros Filho;
2ª edição: José Pedro Domingues Netto;
3ª edição: Maria Augusta Lopes Vilarinho;
4ª edição: Daniel Bampa Netto e sua esposa, Zaira.

Vencedor
Aos 66 anos, o aposentado Otávio Francisco foi o primeiro a alcançar a “linha de chegada” da caminhada, em Barretos. Participando pelo terceiro ano consecutivo do evento e feliz com seu troféu de primeiro colocado, ele ficou emocionado e grato pela conquista. “Eu cheguei aqui pensando em conquistar o primeiro lugar e consegui! Agradeço a Deus por ter me dado essa força. A iniciativa do Hospital em realizar essa caminhada está mais do que aprovada. Com certeza, sou presença confirmada nas próximas!”.

Confira o nome dos 3 primeiros colocados:
1º lugar: Otávio Francisco;
2º lugar: Odair Gomes;
3º lugar: Olídio Rocha.

Em Barretos, mais de 500 participantes se reuniram no evento, superando as expectativas dos anos anteriores.

Novidade
Neste ano, a grande novidade foi a realização da 1ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” nos municípios de Jales (SP) e Porto Velho (RO), locais onde o Hospital de Amor conta com unidades fixas de tratamento. “O fato de o evento se expandir para as outras cidades nos alegra muito. Isso significa que a caminhada é uma ação multicêntrica, pois nós não nos preocupamos apenas com quem está próximo, mas também com aqueles que estão distantes, já que o envelhecimento é um processo que ocorre no mundo todo. Me sinto muito alegre e honrada em participar de mais uma edição”, finalizou Dra. Juliana.

A 6ª edição da Caminhada “Lado a Lado com o Idoso” já está confirmada e a expectativa é de que 700 inscrições sejam realizadas.

Selo “Hospital Amigo do Idoso”
Esta mobilização reforça a participação do Hospital de Amor na sociedade, demonstrando, assim, a importância da existência do selo “Hospital Amigo do Idoso”, que a unidade de cuidados paliativos conquistou.

A instituição recebeu a visita de uma comissão de auditores do Estado de São Paulo e foi chancelada com o selo, que é uma iniciativa do governo paulista e tem como intuito estimular e apoiar a qualificação geronto-geriátrica dos hospitais.

De acordo com a fisioterapeuta Adriana Ferreira, para obter o selo, o hospital deve cumprir 25 critérios que são divididos em níveis: inicial, intermediário e pleno, sendo este último o nível máximo exigido pelos auditores. Dentre as adequações solicitadas estão as acomodações do ambiente físico do prédio (como a inserção de barras no banheiro, elevação do vaso sanitário, antiderrapante e adequação do espaço utilizado pelo idoso). Segundo Adriana, 45% dos pacientes do Hospital São Judas Tadeu são idosos, porém, os outros pacientes em tratamento no centro também são contemplados com os benefícios.

Olídio Rocha (3º colocado), Odair Gomes (2º colocado), Arlete Peroni Ângelo (madrinha da 5ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso”) e Otávio Francisco (1º colocado).

Outubro ainda não chegou, mas as ações que se estenderão durante o mês destinado à conscientização sobre a prevenção do câncer de mama já começaram no Hospital de Amor. Exemplo disso é o projeto Talento Rosa 2019, lançado na última quarta-feira (18) para cerca de 170 professores, dirigentes e representantes das escolas públicas e particulares de Barretos (SP) e região. O projeto, que é organizado pelo Núcleo de Educação em Câncer (NEC), ligado ao Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do HA, tem o intuito de estimular nos alunos a cultura do autocuidado, qualidade de vida, prevenção primária e secundária do câncer de mama por meio da produção de vídeos, frases, desenhos e cartazes.

Paula Carvalho – enfermeira coordenadora do Instituto de Prevenção do Hospital de Amor – ao lado da presidente do Instituto HUMSOL e vice-presidente da FEMAMA, Tânia Mary Gomez.

Todos os anos, é durante o lançamento que os educadores são capacitados e orientados sobre a aplicação do projeto em sala de aula. Em 2019, o NEC trouxe até Barretos a palestra ‘Prevenir é o alvo’ e a oficina ‘Chaveiro da Vida – Prevenção ao alcance das mãos’, ministradas pela presidente do Instituto HUMSOL (Instituto Humanista de Desenvolvimento Social) e vice-presidente da FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), Tânia Mary Gomez. “Eu faço este trabalho há anos Já viajei o para vários lugares do Brasil e do mundo conhecendo de perto trabalhos de conscientização e prevenção de câncer, mas o que é desenvolvido pelo Hospital de Amor e a maneira como os programas são aplicados aqui é incrível, louvável”.

O Coordenador do NEC, Gerson Lucio Vieira, explica que o Talento Rosa, que faz parte do Programa de Educação em Saúde e Câncer nas Escolas, é um dos projetos de maior capilaridade e que chega a ser aplicado para quase 30 mil crianças e adolescentes. “Os alunos são estimulados a realizar produções artísticas de acordo com os ciclos escolares, e cada sala de aula elege uma que melhor represente a reflexão da turma. No último ano, recebemos 715 produções de 80 instituições de ensino. Para nós, é importante ver o quanto eles se mobilizam e como toda a informação trabalhada em sala de aula também chega aos familiares, neste caso, para as mulheres de seu núcleo familiar”, se orgulha o coordenador. O NEC também é responsável por oferecer todo o material de subsídio teórico sobre o tema aos docentes, como textos, artigos e vídeos.

O projeto Talento Rosa 2019, lançado na última quarta-feira (18), reuniu cerca de 170 professores, dirigentes e representantes das escolas públicas e particulares de Barretos (SP) e região.

Com o objetivo de prestar contas das emendas parlamentares destinadas ao Hospital de Amor, referentes ao ano de 2018, o presidente da instituição, Henrique Prata, se reuniu, no dia 18 de setembro, em Brasília (DF), com deputados, senadores, ex-ministros e assessores para apresentar as benfeitorias realizadas na instituição e em todas as suas unidades e também para fazer a entrega de certificados. Os ex-ministros da Saúde, Ricardo Barros e Gilberto Occhi estiveram presentes no encontro.

Através de emendas individuais e de bancada, os políticos podem escolher entre os mais diversos projetos para beneficiar a população de seu estado. Senadores, deputados estaduais e federais reconhecem o serviço que a instituição oferece aos pacientes oncológicos de todo o Brasil e destinam os recursos financeiros que possuem. Esses recursos são diretamente direcionados a projetos de manutenção e estruturação de suas unidades. “Todo o valor captado é investido no custeio ou na aquisição de equipamentos para o atendimento dos pacientes de todas as unidades do hospital e cada indicação parlamentar é um sinal de comprometimento com a causa”, afirmou a gerente de captação de emendas parlamentares do Hospital de Amor, Adriana Mariano.

“Esclarecer para os parlamentares onde os recursos estão sendo utilizados é nossa missão. Tudo o que fazemos é muito transparente”, declarou Prata.

Atualmente, o HA é o maior captador de filantropias na área da saúde em Brasília. Em 2018, a instituição apresentou um déficit de R$ 294. 219 milhões e as emendas renderam R$ 106.852.629,00.

O Hospital de Amor agradece todos os parlamentares que acreditaram e contribuíram com a missão de salvar vidas! Confira as fotos do evento, clicando aqui. Confira também os recursos direcionados à instituição:

Parlamentares que destinaram emendas
no ano de 2018

ACIR GURGACZ | PDT-RO

R$ 1.000.000,00

ADILTON SACHETTI | PRB-MT

R$ 400.000,00

AELTON FREITAS | PR-MG

R$ 200.000,00

ALAN RICK | DEM-AC

R$ 350.000,00

ANDRÉ ABDON | PP-AP

R$ 1.000.000,00

ANTONIO CARLOS MENDES THAME | PV-SP

R$ 100.000,00

ARNALDO FARIA DE SÁ | PTB-SP

R$ 200.000,00

BALEIA ROSSI | MDB-SP

R$ 1.000.000,00

BANCADA DE RONDÔNIA | RO

R$ 29.746.494,00

BENEDITA DA SILVA | PT-RJ

R$ 100.000,00

BRUNA FURLAN | PP-AP

R$ 1.000.000,00

CABUÇU BORGES | MDB-AP

R$ 236.135,00

CAPITÃO AUGUSTO | PR-SP

R$ 250.000,00

CARLOS ANDRADE | PHS-SC

R$ 200.000,00

CARLOS HENRIQUE GAGUIM | DEM-TO

R$ 500.000,00

CARLOS MARUM | MDB-MS

R$ 6.000.000,00

CARLOS MARUM | MDB-MS

R$ 100.000,00

CESAR HALUM | PRB-TO

R$ 500.000,00

DAVI ALCOLUMBRE | DEM-AP

R$ 4.000.000,00

DULCE MIRANDA | MDB-TO

R$ 1.000.000,00

EDUARDO AMORIM | PSDB-SE

R$ 400.000,00

EDUARDO BOLSONARO | PSL-SP

R$ 1.000.000,00

FLAVIANO MELO | MDB-AC

R$ 400.000,00

GLADSON CAMELI | PP-SP

R$ 500.000,00

HIRAN GONÇALVES | PP-RR

R$ 200.000,00

JAIR BOLSONARO | PSL-RJ

R$ 1.000.000,00

JEFFERSON CAMPOS | PSB-SP

R$ 500.000,00

JOÃO CAPIBERIBE | PSB-AP

R$ 1.000.000,00

JOÃO PAULO PAPA | PSDB-SP

R$ 670.000,00

JOSÉ SERRA | PSDB-SP

R$ 1.000.000,00

JOSI NUNES | PROS-TO

R$ 500.000,00

KÁTIA ABREU | PDT-TO

R$ 500.000,00

LÁZARO BOTELHO | PROS-TO

R$ 300.000,00

LINDOMAR GARÇON | PRB-RO

R$ 500.000,00

MARCOS REATEGUI | PSDB-AP

R$ 1.000.000,00

MARIA DO CARMO ALVES | DEM-SE

R$ 630.000,00

MARIANA CARVALHO | PSDB-RO

R$ 300.000,00

MARINHA RAUPP | MDB-RO

R$ 1.000.000,00

MICHEL TEMER | MDB-BR

R$ 20.000.000,00

MILTON MONTI | PR-SP

R$ 300.000,00

MINISTÉRIO DA SAÚDE | BR

R$ 20.000.000,00

MISSIONÁRIO JOSÉ OLÍMPIO | DEM-SP

R$ 100.000,00

NILTON CAPIXABA | PTB-RO

R$ 1.000.000,00

PAULO FEIJÓ | PR-RJ

R$ 300.000,00

PAULO FREIRE | PR-SP

R$ 100.000,00

PAULO MALUF | MDB-SP

R$ 350.000,00

PROF. DORINHA S REZENDE | DEM-TO

R$ 1.000.000,00

PROF MARCIVANIA | PCdoB-AP

R$ 400.000,00

REMÍDIO MONAI | PR-RR

R$ 100.000,00

ROBERTO SALES | DEM-RJ

R$ 100.000,00

RONALDO BENEDET | MDB-SC

R$ 100.000,00

SÉRGIO MORAES | PTB-RS

R$ 500.000,00

SÉRGIO PETECÃO | PSD-AC

R$ 500.000,00

SIMONE TEBET | MDB-MS

R$ 300.000,00

TEREZA CRISTINA | DEM-MS

R$ 200.000,00

TIRIRICA | PR-SP

R$ 500.000,00

VALDEMIR MOKKA | MDB-MS

R$ 400.000,00

VALDEMIR MOKKA | MDB-MS

R$ 530.000,00

VALDIR RAUPP | MDB-RO

R$ 500.000,00

VICENTINHO ALVES | PR-TO

R$ 500.000,00

TOTAL

R$ 106.852.629,00

 

A equipe de organização, composta pela comissão de voluntários Renato Junqueira (presidente do Rodeio pela Vida) e Luiz Cândido Junqueira (vice-presidente do Rodeio pela Vida), afirma que a ideia é fixar o “Rodeio pela Vida” no calendário da cidade.

O Hospital de Amor (HA) – referência em oncologia, que acolhe pacientes de todo o país – realiza, entre os dias 17 e 20 de outubro, a 1ª edição do “Rodeio pela Vida”, na cidade de Barretos (SP). O evento, que acontece no Recinto Paulo de Lima Corrêa, em prol do HA, Santa Casa de Misericórdia e entidades assistenciais do município, contará com atrações musicais, rodeio em touros e cavalos (sela americana, bareback e cutiano), provas de Team Penning e Três Tambores.

Renato Junqueira (presidente da comissão), ao lado de Osmar Marchi (responsável pelas montarias), durante o lançamento do Rodeio pela Vida.

A equipe de organização, coordenada pelo presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, e composta pela comissão de voluntários Renato Junqueira (presidente do Rodeio pela Vida) e Luiz Cândido Junqueira (vice-presidente do Rodeio pela Vida), afirma que a ideia é fixar o “Rodeio pela Vida” no calendário da cidade. “Nosso objetivo é fazer uma festa para toda população de Barretos e região”, afirmou o presidente da comissão. Neste ano, o mesmo formato também será realizado na cidade de Jaborandi (SP).

Atrações
No primeiro dia, 17/10 (quinta-feira), o evento será marcado com show da dupla Edson & Hudson e com o trio de DJs da Make U Sweat (MUS) – composto por Dudu Linhares, Guga Guizelini e Pedro Almeida. No dia 18/10 (sexta-feira), as apresentações ficam por conta das duplas Carreiro & Capataz e Jads & Jadson; e no dia 19/10 (sábado), a dupla sertaneja Munhoz & Mariano e o cantor Juliano Cézar finalizam as atrações musicais, abrilhantando ainda mais essa ação solidária.

Para encerrar a festa, no domingo (20/10), acontece o “Festival do Arroz”, organizado pelos “Amigos do Caçu”, que prometem agradar o público com diversos pratos deliciosos.

De acordo com a comissão organizadora do rodeio, os preços serão acessíveis ao público, para que toda a população de Barretos e região possa prestigiar o evento, aproveitando as atrações e contribuindo com a causa. No dia 17/10, a pista custará R$ 20,00 e a área VIP, R$ 80,00. No dia 18/10, a pista terá o valor de R$ 30,00 e a área VIP, R$ 100,00. No dia 19/10, a pista custará R$ 30,00 e a área VIP, R$ 120,00. Já no domingo, a entrada no Recinto será gratuita e o almoço custará R$ 20,00.

Orlando Oliveira Silva coordena o Festival de Arroz – Amigos do Caçu.

Festival de Arroz
Reunir os amigos, preparar uma boa comida e fazer o bem é o que une os vinte voluntários que promovem o “Festival do Arroz – Amigos do Caçu”. Liderado pelo aposentado Orlando Oliveira Silva, 62 anos, o festival irá encerrar as atrações do 1º ‘Rodeio pela Vida’.

A 1ª edição do festival ocorreu em 2018, em Caçu (GO), e foi um grande sucesso, o que estimulou os organizadores a seguirem com o projeto continuamente, em prol do Hospital de Amor e demais entidade da cidade goiana.

De acordo com Orlando, “ver o sucesso dos cofrinhos do Hospital de Amor e como esse trabalho é importante para a instituição, nos motivou a iniciar esse projeto. Temos o maior prazer de poder participar do rodeio, apenas pela satisfação de conseguir ajudar”, afirma o líder da iniciativa.

A tradicional culinária goiana é a principal referência durante o preparo dos pratos. A grande atração é o famoso arroz com pequi, fruto nativo do cerrado e muito consumido no estado de Goiás e no Norte de Minas Gerais. O fruto, que possui o tamanho aproximado de uma maçã pequena, tem um caroço revestido por uma polpa comestível macia e amarela, que libera seu peculiar sabor. O segredo da preparação é o cuidado necessário com a camada de espinhos extremamente finos que a fruta possui. De acordo com a Embrapa, o fruto é rico em vitaminas A e C, além de possuir propriedades antioxidantes e ácidos graxos, que contribuem com a redução dos níveis de colesterol LDL do sangue.

Outro prato que também promete agradar é o arroz com gariroba, palmeira nativa do cerrado, também conhecida como gueroba, gariroba, gairova e coqueiro-amargoso. O palmito extraído do alimento tem um sabor marcante, pois o seu amargor consegue trazer autenticidade e um sabor forte. O palmito é tão utilizado em Goiás que até existe uma lenda local sobre ele. Segunda a mesma, em tempos de lua cheia, o amargo da gariroba é menor. Já em períodos de lua nova, é maior.

Já os demais pratos do festival, como: arroz com galinha (a tradicional galinhada), arroz com linguiça, arroz com carne seca, bolinho de arroz e arroz com suan de porco são mais comuns nos demais estados do país. E para os amantes de doce, não poderia faltar o clássico arroz doce.

A expectativa dos organizadores é de servir 1.200 pratos, no dia 20 de outubro (último dia do RPV), com estimativa de arrecadação superior a 20 mil reais, em prol do Hospital de Amor, Santa Casa de Misericórdia e entidades assistências de Barretos (SP).

Munhoz & Mariano cantaram dois dos seus maiores sucessos com o coral “Papo Furado” e emocionaram a todos.

Lançamento
Neste dia 19 de setembro, comissão organizadora, parceiros, doadores, entidades assistenciais, autoridades locais, imprensa e convidados se reuniram no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, em Barretos, para o lançamento do 1º “Rodeio pela Vida”.

Durante a solenidade, os participantes puderam entender mais detalhes desta grande festa em favor da vida e conhecer as atrações, montarias e provas envolvendo competidores renomados do universo do rodeio. O presidente do HA, Henrique Prata, destacou a importância do apoio da sociedade para a realização desse evento. “Decidimos fazer uma festa com preços acessíveis para que muita gente consiga participar. Aguardamos cinco mil pessoas nos dias de semana e dez mil no final de semana, para conseguir arrecadar recursos. Esperamos plantar essa semente para que, no próximo ano, mais patrocinadores acreditem e abracem a nossa causa. Esperamos que a nossa cidade acolha esse projeto, pois ele foi pensado com muito carinho”, afirmou.

A dupla parceira do hospital e também uma das escolhidas para se apresentar no rodeio, Munhoz & Mariano, prestigiou o evento. Padrinho do coral “Papo Furado”, projeto do HA que reúne pacientes laringectomizados, o cantor Mariano contou sobre seu envolvimento com a instituição e sua gratidão, por ter tido sua mãe curada de um câncer na garganta. “Para nós é mais do que um privilégio estar aqui hoje, pois somos colaboradores do Hospital há bastante tempo. No final do ano passado, eu estive aqui no HA com a minha mãe, quando ela iniciou seu tratamento, e realmente eu pude viver o Hospital de Amor, ficando completamente apaixonado e encantando com o que eu vi. Durante os seis meses que eu fiquei ali, eu pude sentir, a cada dia, um pouco do amor que existe em todas as pessoas que atuam nessa instituição. Hoje, graças a Deus minha mãe está curada e, apesar dela já ter saído do hospital, eu não consigo sair nunca mais! Eu tenho certeza de que o Rodeio pela Vida será muito melhor que muitos outros que existem pelo Brasil e tem de tudo para ser um marco e entrar no calendário anual de festas de Barretos e do país. Só temos que agradecer à equipe, aos colaboradores e a todos que irão contribuir com essa causa”, declarou Mariano.

Para fechar com chave de ouro, a dupla cantou dois dos seus maiores sucessos (“Camaro Amarelo” e “A Bela e a Fera”) com o coral e emocionou todas as pessoas que ali estavam. No final, um delicioso almoço com algumas das delícias do Festival de Arroz foi servido – um convite mais do que especial para a grande festa!

Ingressos
Os ingressos já estão à venda nos seguintes locais: Casa das Fraldas (Bom Jesus), Proservice Auto Posto e Conveniência (Jockey), Lela’s Mania Auto Posto e Conveniência, Bar e Lanchonete do Raimundinho (Baroni), Cantina da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata (FACISB), Cadam (av. 43), Golf Class (North Shopping Barretos), Bão Barretos – Western e Fazendinha Agropecuária e Pet Shop (av. 43).

Em Colina (SP), os pontos de venda são: Paro Verde – Viveiro de Mudas e Misturinha Fina.

Mais informações no departamento de captação de recursos do Hospital de Amor, através do telefone, (17) 3321-6607. Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8:00 às 17:00.

No dia 19/10 (sábado), a dupla sertaneja Munhoz & Mariano e o cantor Juliano Cézar finalizam as atrações musicais do 1º Rodeio pela Vida, abrilhantando ainda mais essa ação solidária.

Publicado em 19 de set de 2019   |   Artigos, Destaques, Institucional, Captação de Recursos
A doença ainda continua sendo o tipo de câncer mais frequente em homens a partir dos 50 anos no Brasil, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma.

“Novembro Azul” é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença ainda continua sendo o tipo de câncer mais frequente em homens no Brasil, depois do câncer de pele não-melanoma, e as maiores vítimas são homens a partir de 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

Embora seja uma doença comum, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto, às vezes por medo ou até desinformação. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que 75% dos casos de câncer de próstata são em homens com idade acima de 65 anos e, até 2018, as estimativas apontavam 68.220 novos casos e 15.391 mortes pela doença. Por se tratar de uma doença assintomática em fases iniciais, a melhor maneira de se detectar é através do exame de rastreamento (também conhecido como exame de toque) e de PSA (sigla de Antígeno Prostático Específico, que pode ser avaliado através de um exame de sangue simples). Esses dois, juntos, possuem uma capacidade de detecção maior para o câncer de próstata.

De acordo com o médico urologista e coordenador do departamento de urologia do Hospital de Amor, Dr. Alexandre César Santos, em termos estatísticos, o câncer de próstata é responsável pela morte de 3% da população. “Há uma prevalência mais frequente, em torno de 16% dos homens da população em geral, que podem ser acometidos pela doença. Graças à campanha Novembro Azul, é possível perceber uma diminuição da mortalidade por esse tipo de tumor”, afirmou.

Diagnóstico
Para se ter um diagnóstico preciso do câncer de próstata, é realizado um rastreamento inicial, que leva em consideração outros fatores, como a raça e histórico familiar. Com base nisso, são feitos exames de rastreamento para detecção da doença. Caso o diagnóstico seja positivo, o paciente é encaminhado para iniciar o tratamento. Caso o diagnóstico seja negativo, é feita uma estratégia de prevenção: se os riscos forem baixos, os rastreamentos são anuais ou a cada dois ou três anos.

Prevenção
Pelo fato do câncer de próstata não apresentar sintoma em fases iniciais, os exames preventivos são muito importantes. A doença surge em uma região da próstata e, na maioria das vezes, os pacientes não sentem dor, não há sangramento na urina e não há dificuldade em urinar ou evacuar. Enquanto isso, o tumor continua crescendo na próstata deste homem.

Quando ele demora para fazer os exames preventivos, o diagnóstico é tardio e, na maioria das vezes, o tumor não está apenas na próstata, tendo já gerado metástase, acometendo ossos e outros órgãos. Nesta fase, não há mais cura para o paciente, apenas um tratamento paliativo dos sintomas.

Como prevenir?
As pessoas que possuem convênio ou planos de saúde devem procurar o urologista de confiança, relacionado ao convênio. Os pacientes que são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que desejam realizar os exames de prevenção e que estão situados no Departamento Regional de Saúde de Barretos (DRS), devem fazer o agendamento junto ao projeto ‘Saúde do Homem’, no AME, através do 0800-779-000, onde são realizadas, gratuitamente, avaliações urológicas e cardíacas, com base em uma fila de espera. Já os homens que não têm acesso a essa possibilidade, devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência e solicitar ao médico o encaminhamento ou exame de rastreamento para a detecção do câncer de próstata.

Embora seja uma doença comum, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto, às vezes por medo ou até desinformação. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que 75% dos casos de câncer de próstata são em homens com idade acima de 65 anos e, até 2018, as estimativas apontavam 68.220 novos casos e 15.391 mortes pela doença.
Para o gerente de captação de recursos, o encontro é uma forma de agradecer todas essas pessoas que atuam unicamente por amor ao próximo.

Como diz o ditado popular: ‘depois da tempestade, vem a bonança’, e o propósito do ”Encontro Nacional de Coordenadores” do Hospital de Amor não é diferente! Depois de vestirem a camisa da solidariedade, abraçarem com muito amor e dedicação a causa, e desempenharem um trabalho árduo em seus municípios, de maneira gratuita e durante todo o ano, os coordenadores voluntários de eventos (leilão, quermesses, festas, almoços, ação entre amigos, etc.) se unem, em Barretos (SP), para comemorar.

Neste ano, o evento – que já é tradição e faz parte do calendário de ações do HA – aconteceu no dia 26 de outubro, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, e reuniu mais de 1.000 pessoas. Com o objetivo de integrar os voluntários de todo o Brasil, eles tiveram a oportunidade de celebrar as conquistas alcançadas ao longo do ano, além de compartilhar as metas e desafios para 2020.

Emerson Rodrigues é coordenador voluntário de Bela Vista (MS).

O encontro contou com palestras ministradas pelo presidente da instituição, Henrique Prata, e pelo gerente de captação de recursos, Luiz Antônio Zardini. Os dois ressaltaram a importância do trabalho desenvolvido pelos coordenadores, na tentativa de diminuir o alto déficit mensal do hospital e melhorar, ainda mais, os atendimentos de excelência oferecidos aos pacientes. “De coração, eu agradeço a todos pela presença em mais esse encontro. Eu acho muito importante prestar contas pra vocês, dos nossos planos, dos nossos sonhos e projetos. Os tamanhos dos desafios que nos surgem são muito grandes e eu fico muito feliz de saber que eu consigo contar com cada um de vocês. Eu me apoio na fé para gerir essa obra e eu sei que vocês também são movidos por esse sentimento. Nossa instituição está vivendo uma experiência de crescimento que eu mesmo me impressiono com o que tem acontecido. Por isso, eu conto com vocês pra cada vez mais tragam mais pessoas para abraçar essa causa das mais diversas formas”, declarou o Henrique Prata.

Para o gerente de captação de recursos, o encontro é uma forma de agradecer todas essas pessoas que atuam unicamente por amor ao próximo. “Eles são responsáveis por uma importante parte das receitas do Hospital. É um trabalho fundamental e muito amoroso. É gratificante ver a cumplicidade deles com a instituição e, sem dúvidas, é isso que mantém as portas abertas, oferecendo assistência e tratamento de qualidade”, afirmou Zardini.

Além disso, o radio-oncologista e coordenador do projeto de reabilitação Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; e a coordenadora do Centro de Transplante de Medula Óssea, Dra. Neysimelia Costa Villela, carinhosamente conhecida como Dra. Neysi, apresentaram seus departamentos e as novidades em tecnologia e tratamento que eles proporcionam aos pacientes do hospital.

Rita Lilian é coordenadora do município de Goiandira (GO).

Trabalho Voluntário
O coordenador voluntário Emerson Rodrigues, o Buiu, veio de Bela Vista (MS), na divisa com o Paraguai, andando mais de 1.000 KM e compareceu ao evento. Há 3 anos comandando o leilão de seu município, ele se sente completamente motivado a continuar esse trabalho de solidariedade. “É muito gratificante poder ajudar aquelas pessoas que precisam de um atendimento especializado. Quando surgiu a oportunidade de ocupar esse cargo, eu abracei de corpo, alma, mente e coração e, desde então, eu tenho feito esse trabalho. Faça tudo isso com muito amor! Estar aqui, trocando experiências com os meus colegas coordenadores de todo o país e buscando conhecimento junto a equipe do HA é maravilhoso”, contou.

A coordenadora do município de Goiandira (GO), Rita Lilian, esteve pela primeira vez no encontro e ficou encantada com o evento. “Tive o prazer de realizar o primeiro leilão na minha cidade e o prazer maior de estar aqui, nesta festa linda dedicada aos coordenadores. Acredito que o motivo maior de ajudarmos essa instituição é confiar e respeitar o trabalho que é desenvolvido aqui. Só quem conhece, consegue sentir esse amor que é o Hospital de Amor. Vale muito a pena!”, finalizou Rita.

O evento, que já é tradição e faz parte do calendário de ações do HA, reuniu mais de 1.000 voluntários, com o objetivo refletir sobre o trabalho e comemorar os feitos de 2019.
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição e alguns de seus principais projetos.

Uma visita especial marcou o Hospital de Amor neste dia 25 de outubro. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do Presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve em Barretos (SP) para conhecer várias áreas que compõem a estrutura da instituição (como a unidade infantojuvenil e o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrica -TMO), e alguns de seus principais projetos (como o de reabilitação, Bella Vita).

Entre os setores visitados, a primeira-dama conheceu o Centro de Transplante de Medula Óssea Pediátrico e o projeto de reabilitação, Bella Vita.

Após o almoço, Michelle se reuniu com centenas de pessoas, entre voluntários, diretores e colaboradores do HA, além de políticos e representantes, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, para fazer uma palestra sobre o Programa Pátria Voluntária, o qual preside.

Durante a cerimônia, o gerente de captação de recursos do Hospital de Amor, Luiz Antônio Zardini, falou sobre a importância do trabalho voluntário para o mundo e, especialmente, para os pacientes do hospital. “O voluntário é um visionário, pois ele consegue enxergar a fraternidade e o amor. Eles são presença de Deus junto aos pacientes, seja no hospital ou em suas residências. Afinal, não basta servir, é preciso amar!”, afirmou.

A coordenadora do departamento de Recursos Humanos da instituição, Renata Paschoal, explicou sobre os dois tipos de voluntariado que existem no HA (o que é conduzido pela Associação Voluntária de Combate ao Câncer – AVCC – e o que é gerenciado pelo departamento de Projetos Sociais da instituição) e suas diversas áreas de atuação.

Em seguida, a primeira-dama falou sobre a “Pátria Voluntária” e sua missão: fomentar a cultura do voluntariado do Brasil, contribuindo com um país mais justo, inclusivo e social. “Estou muito feliz em estar aqui e muito honrada em ser intitulada ‘Madrinha do projeto de reabilitação não oncológica Dream’, pois a reabilitação é tão importante quanto o tratamento. Muito obrigada!”, declarou Michelle.

Da esquerda para a direita: deputada federal, Silvia Chagas; presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata; prefeito municipal de Barretos (SP), Guilherme de Ávila; coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi; primeira-dama, Michelle Bolsonaro; deputada federal, Katia Sastre; e secretário de saúde de Araguaína (TO), Jean Coutinho.

Para comprovar isso e na tentativa de superar seus próprios limites, o Coral ‘Papo Furado’ – composto por pacientes laringectomizados, ou seja, que retiraram a laringe por causa do câncer – se apresentou e emocionou a todos, entoando a música ‘É preciso saber viver, do Titãs.

O rádio-oncologista e coordenador do projeto Bella Vita, Dr. Daniel Marconi, explicou sobre o trabalho de reabilitação do Hospital de Amor e enalteceu seu principal objetivo, que é oferecer aos pacientes condições dignas para se reinserir na sociedade, ser integrado e incluído. “Hoje a nossa instituição dá um grande passo, pois vamos construir o melhor centro de reabilitação não oncológica da América Latina, o ‘Dream’, que receberá o nome da nossa primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Grandes sonhos só se tornam realidade com pessoas que acreditam nele, por isso, não posso deixar de homenagear o prefeito Guilherme de Ávila; a deputada federal, Katia Sastre (responsável pela doação da ala dos surdos no novo centro); a deputada federal, Silvia Chagas; e o secretário de saúde de Araguaína, Jean Coutinho (representando o prefeito Ronaldo Dimas), que levará uma outra unidade deste centro para o estado do Tocantins. E como um grande sonho deve estar nas mãos de uma grande pessoa, convidamos a senhora Michelle Bolsonaro para ser a madrinha”, explicou o médico.

De acordo com o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, esse dia vai ficar escrito na história do HA. “Quem tem amor dentro do hospital, não limita seus sonhos, e quando o Dr. Daniel me desenhou esse projeto, eu senti que ele foi escolhido por Deus para fazer, com muita competência, o maior complexo de reabilitação da América Latina. E a Michelle nos mostrou que seu coração é igual ao nosso e nos acolheu com esse sonho. Muito obrigado! O Hospital de Amor tem o maior orgulho em tê-la no ‘quadro da família HA’”, finalizou.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.

A cerimônia contou também com convidados surdos, que receberam interpretação simultânea em Libras.
Quem se cuida, voa mais longe - Azul Linhas Aéreas e Hospital de Amor

Uma importante parceria entre o Hospital de Amor e a Azul Linhas Aéreas tem beneficiado de maneira muito significativa mulheres atendidas pelas unidades de prevenção do hospital espalhadas pelo Brasil. A Azul tem o “Outubro Rosa” – mês de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama –  como sua maior causa social e, há 9 anos, trabalha em ações relacionadas à prevenção e à detecção precoce da doença. Desde 2017, a empresa passou a desenvolver projetos que contribuem com o trabalho de qualidade e humanização que é desenvolvido pelo Hospital de Amor.

A 2ª edição da premiação do concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória” ocorreu no último 18/10, em Barretos (SP).

As iniciativas, que vão desde o “Conexão Azul Rosa” – que já proporcionou com que mais de 90 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, vindas das diversas regiões do Brasil, tivessem a oportunidade de chegar a um centro especializado de tratamento com o conforto e a agilidade que uma viagem de avião podem oferecer; passando pela coleção “Outubro Rosa” da Azul Collection – que é a linha de produtos oficiais da Azul – que também beneficia a instituição; até o concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória” – uma ação ligada à unidade de negócios da Azul (Azul Viagens),  que oferece uma viagem incrível para pacientes com um acompanhante.

Para a coordenadora de responsabilidade social da companhia aérea, Ivana Nascimento, a parceria entre a Azul e o HA tem trazido resultados muito satisfatórios e tende a se expandir cada vez mais. “Nós sabemos o quanto essas iniciativas têm rendido bons frutos e esperamos que elas durem por muito mais tempo. O impacto social que elas trazem é muito grande e positivo”, afirmou.

“Nosso instituto conta com várias iniciativas que visam integrar cultura, saúde e ciência, em busca de trazer à sociedade uma abordagem da temática do câncer  que pode ser pensada a partir de atividades lúdicas que vão além do universo da doença, a partir de vivências e linguagens que estimulam a humanização dos processos de prevenção, tratamento e cura, e isso se alinha perfeitamente ao que a Azul quer proporcionar a essas pacientes”, explicou a coordenadora de projetos do Instituto Sociocultural do Hospital de Amor, Marcella Marchioreto.

Eliane da Silva e Sirlei David foram as vencedoras da edição 2019 do concurso de cartas.

Premiando histórias inspiradoras
Na última sexta-feira, 18 de outubro, aconteceu a segunda edição da premiação do concurso de cartas “Próximo Destino: a Vitória”, que é realizado numa parceria entre a Azul Viagens e o Instituto Sociocultural do Hospital de Amor. Na cerimônia, duas pacientes – Eliane Rodrigues da Silva e Sirlei Mantovani David – foram contempladas com uma viagem com acompanhante para o Nordeste (podendo optar entre os destinos de Fortaleza/CE e Natal/RN), com tudo pago. Para Sirlei, que vai levar o filho como acompanhante, a conquista foi algo que veio na hora certa. “Eu acho que já estava escrito por Deus, pois, eu sempre sonhei em conhecer uma praia do Nordeste. Meu filho não conhece a praia, e eu sempre quis dar uma viagem para ele”. Eliana já sabe exatamente quem será sua companheira de viagens: a irmã, Erodite. “Ela é mais do que uma irmã. Sempre esteve do meu lado nas lutas, e agora não vai ser diferente”, relatou.

Em seu primeiro ano, o concurso premiou outros duas pacientes que lutaram contra o câncer de mama. Uma dessas mulheres, Luzia Silva, também participou da cerimônia de 2019 e contou sua experiência. O encontro reuniu ainda representantes da Azul, profissionais que atuam no voluntariado da empresa e colaboradores do HA.

Você pode conferir as cartas das duas pacientes ganhadoras deste ano, clicando aqui.

Um voo Azul Rosa
Outra convidada especial abrilhantou ainda mais o evento de celebração dessa parceria de sucesso. A sul-mato-grossense, Zaira Leite, uma das mais de 90 mulheres beneficiadas com o projeto “Conexão Azul Rosa”, trouxe seu relato de esperança, reforçando o impacto dessas ações na vida das pacientes do hospital. “Essa viagem de avião deixou meu tratamento mais leve. É muito difícil lutar contra o câncer e essa, sem dúvida, foi uma aventura que transformou completamente meu tratamento, de uma maneira muito positiva”, declarou.

Uma coleção que salva vidas
Apoiar a causa do “Outubro Rosa” é muito mais fácil com a Azul Collection. A linha de produtos inclui camisetas, chaveiros, copos, bloco de notas, meias e muito mais. Para adquirir os itens solidários, basta clicar no banner abaixo ou acessar o link: www.azulcollection.com.br/outubro-rosa.

 

 

Devido a seu intenso trabalho relacionado ao diagnóstico precoce de câncer de mama, em 2018, 73% dos casos foram descobertos em estágio inicial.

O décimo mês do ano é mais do que especial para o Hospital de Amor, pois ele é marcado pela maior campanha de conscientização sobre o diagnóstico precoce e sobre a importância do exame de mamografia.

O HA conta com unidades fixas de prevenção nas seguintes cidades: Barretos (SP), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Fernandópolis (SP), Ji-Paraná (RO), Juazeiro (BA), Lagarto (SE), Macapá (AP), Nova Andradina (MS), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

O “Outubro Rosa” – movimento que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama – teve início nos Estados Unidos, na década de 1990, com algumas ações isoladas. A iniciativa chegou ao congresso americano e conquistou a aprovação de uma lei que tornaria outubro como o mês nacional de prevenção à doença. Atualmente, a ação acontece em vários países ao redor do mundo e, para despertar a atenção das pessoas, em especial, das mulheres, monumentos (como Torre Eiffel e Cristo Redentor), praças públicas, igrejas e estabelecimentos comerciais são iluminados por luzes rosas.

Segundo o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a neoplasia maligna mais incidente em mulheres na maior parte do mundo. De acordo com as últimas estatísticas do Globocan 2018 (BRAY, 2018), foram estimados 2,1 milhões de novos casos de câncer e 627 mil óbitos pela doença. No Brasil, as estimativas de incidência de câncer de mama para o ano de 2019 são de 59.700 casos novos, o que representa 29,5% da doença em mulheres, com exceção do câncer de pele não melanoma. Além disso, a cada semana, um novo caso de câncer é descoberto em uma mulher que não sente absolutamente nada. Está aí a grande importância de se atentar aos exames preventivos.

Em 2018, o Hospital de Amor realizou 171.478 exames de mamografia, graças às suas 22 unidades móveis (carretas) e seus 13 institutos de prevenção espalhados pelo país, levando grandes chances de cura contra o câncer de mama a mulheres de 40 a 69 anos. Devido a esse intenso trabalho, 73% dos casos foram descobertos em estágio inicial. “Quanto mais cedo a doença for encontrada, maiores serão as chances de cura. Com certeza, a mamografia ainda é a melhor forma de se fazer isso”, declarou a médica radiologista do Instituto de Prevenção, Dra. Silvia Sabino.

Faça seu exame

Durante todo o mês de outubro, os Institutos de Prevenção do Hospital de Amor estarão de braços abertos esperando pelas mulheres.  Vá até a unidade mais próxima de você e realize, gratuitamente, seu exame de mamografia para a prevenção do câncer de mama.

– Quem deve fazer o exame de mamografia?
Mulheres de 40 a 49 anos, anualmente.
Mulheres de 50 a 69 anos, a cada dois anos.

– Como e onde fazer?
Ligue e agende seus exames no Instituto de Prevenção do HA, pelos telefones (17) 3321-6626 ou (17) 3321-6600 (ramais 7054 e 7050).

 – O que devo levar?
RG, CPF, comprovante de residência e Cartão SUS.

– Onde estão localizados os Institutos de Prevenção?
O Hospital de Amor conta com unidades fixas de prevenção nas seguintes cidades: Barretos (SP), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Fernandópolis (SP), Ji-Paraná (RO), Juazeiro (BA), Lagarto (SE), Macapá (AP), Nova Andradina (MS), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

Quer saber mais? Para esclarecer as dúvidas sobre o câncer de mama e ainda saber os mitos e verdades que envolvem a doença, clique aqui.

Em 2018, o Hospital de Amor realizou 171.478 exames de mamografia, graças às suas 22 unidades móveis (carretas) e seus 13 institutos de prevenção espalhados pelo país.
A 5ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” aconteceu na Região dos Lagos, em Barretos (SP), com o objetivo de promover o bem-estar das pessoas idosas, através de atividades físicas e interação entre os participantes.

Eles possuem um papel muito importante em nossa sociedade. São líderes, trabalhadores, aposentados, avós, cuidadores, sábios e ótimos conselheiros. Diante disso possuem, merecidamente, uma data destinada a eles: 1º de outubro – Dia Internacional do Idoso. Instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU), este dia tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento; conscientizar todas as populações sobre a necessidade das mudanças de atitude para com os idosos; fazer com que eles se realizem plenamente em seus direitos, consigam envelhecer com segurança e dignidade, tendo a oportunidade de se desenvolver até nos últimos anos de vida; além de homenagear as pessoas idosas, comemorando as suas conquistas.

Sabendo disso, o Hospital São Judas Tadeu – a unidade de cuidados paliativos e de atenção ao idoso do Hospital de Amor – realizou, no dia 5 de outubro, a 5ª edição da “Caminhada Lado a Lado com o Idoso”. A ação, que aconteceu na Região dos Lagos, em Barretos (SP), busca promover o bem-estar das pessoas idosas, através de atividades físicas e interação entre os participantes.

Mais de 500 participantes se reuniram no evento, superando as expectativas dos anos anteriores. Voltado para o público com idade acima de 60 anos e com inscrições gratuitas, o percurso teve 900 metros de caminhada. Segundo a enfermeira da unidade de cuidados paliativos do HA, Verônica Faustino, profissionais de diversas áreas, entre eles, educadores físicos, estão envolvidos na organização da ação para garantir conforto e prezar pelo bem-estar dos idosos. “Nossa intenção é que eles não sintam dor ou cansaço, mas que sintam prazer em estar participando. Durante todo o percurso, eles encontram água. Quando eles terminam, são recepcionados com massagem relaxante, aferição de pressão, testes e um delicioso café da manhã com frutas e sucos”, contou.

De acordo com a médica geriatra do Hospital São Judas Tadeu, Dra. Juliana Beraldo Ciorlia, a “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” é uma maneira de enaltecer o processo de saúde e de envelhecimento saudável (que as pessoas tanto buscam hoje em dia), o que vem de encontro a uma necessidade da terceira idade em se manter mais funcional e independente, servindo como lembrança de que isso é possível através de atividade física e do apoio de pessoas que, efetivamente, se importam com quem está envelhecendo. “O Hospital de Amor é uma instituição que, naturalmente, promove a humanização e o bom cuidado com essa faixa etária, realizando esse evento de uma maneira muito adequada e saudável, pensando não somente no adoecimento do idoso, mas também na promoção da saúde”, afirmou.

Nesta 5ª edição, a madrinha escolhida foi a empresaria barretense, Arlete Peroni Ângelo.

Madrinha
Como acontece todos os anos, um idoso de grande destaque na sociedade é convidado para apadrinhar o evento e representar todos os participantes. Nesta 5ª edição, a madrinha escolhida foi a empresaria barretense, Arlete Peroni Ângelo. “Agradeço à equipe que me escolheu para representar todos os idosos que prestigiaram a caminhada. Tenha a certeza de que é a nossa força que vai ensinar os jovens de hoje. Precisamos lutar pela vida! Estou muito feliz, principalmente em ver a alegria desses idosos. É contagiante!”, declarou.

Confira quem foram os padrinhos/madrinhas dos anos anteriores:
1ª edição: João Monteiro de Barros Filho;
2ª edição: José Pedro Domingues Netto;
3ª edição: Maria Augusta Lopes Vilarinho;
4ª edição: Daniel Bampa Netto e sua esposa, Zaira.

Vencedor
Aos 66 anos, o aposentado Otávio Francisco foi o primeiro a alcançar a “linha de chegada” da caminhada, em Barretos. Participando pelo terceiro ano consecutivo do evento e feliz com seu troféu de primeiro colocado, ele ficou emocionado e grato pela conquista. “Eu cheguei aqui pensando em conquistar o primeiro lugar e consegui! Agradeço a Deus por ter me dado essa força. A iniciativa do Hospital em realizar essa caminhada está mais do que aprovada. Com certeza, sou presença confirmada nas próximas!”.

Confira o nome dos 3 primeiros colocados:
1º lugar: Otávio Francisco;
2º lugar: Odair Gomes;
3º lugar: Olídio Rocha.

Em Barretos, mais de 500 participantes se reuniram no evento, superando as expectativas dos anos anteriores.

Novidade
Neste ano, a grande novidade foi a realização da 1ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso” nos municípios de Jales (SP) e Porto Velho (RO), locais onde o Hospital de Amor conta com unidades fixas de tratamento. “O fato de o evento se expandir para as outras cidades nos alegra muito. Isso significa que a caminhada é uma ação multicêntrica, pois nós não nos preocupamos apenas com quem está próximo, mas também com aqueles que estão distantes, já que o envelhecimento é um processo que ocorre no mundo todo. Me sinto muito alegre e honrada em participar de mais uma edição”, finalizou Dra. Juliana.

A 6ª edição da Caminhada “Lado a Lado com o Idoso” já está confirmada e a expectativa é de que 700 inscrições sejam realizadas.

Selo “Hospital Amigo do Idoso”
Esta mobilização reforça a participação do Hospital de Amor na sociedade, demonstrando, assim, a importância da existência do selo “Hospital Amigo do Idoso”, que a unidade de cuidados paliativos conquistou.

A instituição recebeu a visita de uma comissão de auditores do Estado de São Paulo e foi chancelada com o selo, que é uma iniciativa do governo paulista e tem como intuito estimular e apoiar a qualificação geronto-geriátrica dos hospitais.

De acordo com a fisioterapeuta Adriana Ferreira, para obter o selo, o hospital deve cumprir 25 critérios que são divididos em níveis: inicial, intermediário e pleno, sendo este último o nível máximo exigido pelos auditores. Dentre as adequações solicitadas estão as acomodações do ambiente físico do prédio (como a inserção de barras no banheiro, elevação do vaso sanitário, antiderrapante e adequação do espaço utilizado pelo idoso). Segundo Adriana, 45% dos pacientes do Hospital São Judas Tadeu são idosos, porém, os outros pacientes em tratamento no centro também são contemplados com os benefícios.

Olídio Rocha (3º colocado), Odair Gomes (2º colocado), Arlete Peroni Ângelo (madrinha da 5ª “Caminhada Lado a Lado com o Idoso”) e Otávio Francisco (1º colocado).

Outubro ainda não chegou, mas as ações que se estenderão durante o mês destinado à conscientização sobre a prevenção do câncer de mama já começaram no Hospital de Amor. Exemplo disso é o projeto Talento Rosa 2019, lançado na última quarta-feira (18) para cerca de 170 professores, dirigentes e representantes das escolas públicas e particulares de Barretos (SP) e região. O projeto, que é organizado pelo Núcleo de Educação em Câncer (NEC), ligado ao Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do HA, tem o intuito de estimular nos alunos a cultura do autocuidado, qualidade de vida, prevenção primária e secundária do câncer de mama por meio da produção de vídeos, frases, desenhos e cartazes.

Paula Carvalho – enfermeira coordenadora do Instituto de Prevenção do Hospital de Amor – ao lado da presidente do Instituto HUMSOL e vice-presidente da FEMAMA, Tânia Mary Gomez.

Todos os anos, é durante o lançamento que os educadores são capacitados e orientados sobre a aplicação do projeto em sala de aula. Em 2019, o NEC trouxe até Barretos a palestra ‘Prevenir é o alvo’ e a oficina ‘Chaveiro da Vida – Prevenção ao alcance das mãos’, ministradas pela presidente do Instituto HUMSOL (Instituto Humanista de Desenvolvimento Social) e vice-presidente da FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), Tânia Mary Gomez. “Eu faço este trabalho há anos Já viajei o para vários lugares do Brasil e do mundo conhecendo de perto trabalhos de conscientização e prevenção de câncer, mas o que é desenvolvido pelo Hospital de Amor e a maneira como os programas são aplicados aqui é incrível, louvável”.

O Coordenador do NEC, Gerson Lucio Vieira, explica que o Talento Rosa, que faz parte do Programa de Educação em Saúde e Câncer nas Escolas, é um dos projetos de maior capilaridade e que chega a ser aplicado para quase 30 mil crianças e adolescentes. “Os alunos são estimulados a realizar produções artísticas de acordo com os ciclos escolares, e cada sala de aula elege uma que melhor represente a reflexão da turma. No último ano, recebemos 715 produções de 80 instituições de ensino. Para nós, é importante ver o quanto eles se mobilizam e como toda a informação trabalhada em sala de aula também chega aos familiares, neste caso, para as mulheres de seu núcleo familiar”, se orgulha o coordenador. O NEC também é responsável por oferecer todo o material de subsídio teórico sobre o tema aos docentes, como textos, artigos e vídeos.

O projeto Talento Rosa 2019, lançado na última quarta-feira (18), reuniu cerca de 170 professores, dirigentes e representantes das escolas públicas e particulares de Barretos (SP) e região.

Com o objetivo de prestar contas das emendas parlamentares destinadas ao Hospital de Amor, referentes ao ano de 2018, o presidente da instituição, Henrique Prata, se reuniu, no dia 18 de setembro, em Brasília (DF), com deputados, senadores, ex-ministros e assessores para apresentar as benfeitorias realizadas na instituição e em todas as suas unidades e também para fazer a entrega de certificados. Os ex-ministros da Saúde, Ricardo Barros e Gilberto Occhi estiveram presentes no encontro.

Através de emendas individuais e de bancada, os políticos podem escolher entre os mais diversos projetos para beneficiar a população de seu estado. Senadores, deputados estaduais e federais reconhecem o serviço que a instituição oferece aos pacientes oncológicos de todo o Brasil e destinam os recursos financeiros que possuem. Esses recursos são diretamente direcionados a projetos de manutenção e estruturação de suas unidades. “Todo o valor captado é investido no custeio ou na aquisição de equipamentos para o atendimento dos pacientes de todas as unidades do hospital e cada indicação parlamentar é um sinal de comprometimento com a causa”, afirmou a gerente de captação de emendas parlamentares do Hospital de Amor, Adriana Mariano.

“Esclarecer para os parlamentares onde os recursos estão sendo utilizados é nossa missão. Tudo o que fazemos é muito transparente”, declarou Prata.

Atualmente, o HA é o maior captador de filantropias na área da saúde em Brasília. Em 2018, a instituição apresentou um déficit de R$ 294. 219 milhões e as emendas renderam R$ 106.852.629,00.

O Hospital de Amor agradece todos os parlamentares que acreditaram e contribuíram com a missão de salvar vidas! Confira as fotos do evento, clicando aqui. Confira também os recursos direcionados à instituição:

Parlamentares que destinaram emendas
no ano de 2018

ACIR GURGACZ | PDT-RO

R$ 1.000.000,00

ADILTON SACHETTI | PRB-MT

R$ 400.000,00

AELTON FREITAS | PR-MG

R$ 200.000,00

ALAN RICK | DEM-AC

R$ 350.000,00

ANDRÉ ABDON | PP-AP

R$ 1.000.000,00

ANTONIO CARLOS MENDES THAME | PV-SP

R$ 100.000,00

ARNALDO FARIA DE SÁ | PTB-SP

R$ 200.000,00

BALEIA ROSSI | MDB-SP

R$ 1.000.000,00

BANCADA DE RONDÔNIA | RO

R$ 29.746.494,00

BENEDITA DA SILVA | PT-RJ

R$ 100.000,00

BRUNA FURLAN | PP-AP

R$ 1.000.000,00

CABUÇU BORGES | MDB-AP

R$ 236.135,00

CAPITÃO AUGUSTO | PR-SP

R$ 250.000,00

CARLOS ANDRADE | PHS-SC

R$ 200.000,00

CARLOS HENRIQUE GAGUIM | DEM-TO

R$ 500.000,00

CARLOS MARUM | MDB-MS

R$ 6.000.000,00

CARLOS MARUM | MDB-MS

R$ 100.000,00

CESAR HALUM | PRB-TO

R$ 500.000,00

DAVI ALCOLUMBRE | DEM-AP

R$ 4.000.000,00

DULCE MIRANDA | MDB-TO

R$ 1.000.000,00

EDUARDO AMORIM | PSDB-SE

R$ 400.000,00

EDUARDO BOLSONARO | PSL-SP

R$ 1.000.000,00

FLAVIANO MELO | MDB-AC

R$ 400.000,00

GLADSON CAMELI | PP-SP

R$ 500.000,00

HIRAN GONÇALVES | PP-RR

R$ 200.000,00

JAIR BOLSONARO | PSL-RJ

R$ 1.000.000,00

JEFFERSON CAMPOS | PSB-SP

R$ 500.000,00

JOÃO CAPIBERIBE | PSB-AP

R$ 1.000.000,00

JOÃO PAULO PAPA | PSDB-SP

R$ 670.000,00

JOSÉ SERRA | PSDB-SP

R$ 1.000.000,00

JOSI NUNES | PROS-TO

R$ 500.000,00

KÁTIA ABREU | PDT-TO

R$ 500.000,00

LÁZARO BOTELHO | PROS-TO

R$ 300.000,00

LINDOMAR GARÇON | PRB-RO

R$ 500.000,00

MARCOS REATEGUI | PSDB-AP

R$ 1.000.000,00

MARIA DO CARMO ALVES | DEM-SE

R$ 630.000,00

MARIANA CARVALHO | PSDB-RO

R$ 300.000,00

MARINHA RAUPP | MDB-RO

R$ 1.000.000,00

MICHEL TEMER | MDB-BR

R$ 20.000.000,00

MILTON MONTI | PR-SP

R$ 300.000,00

MINISTÉRIO DA SAÚDE | BR

R$ 20.000.000,00

MISSIONÁRIO JOSÉ OLÍMPIO | DEM-SP

R$ 100.000,00

NILTON CAPIXABA | PTB-RO

R$ 1.000.000,00

PAULO FEIJÓ | PR-RJ

R$ 300.000,00

PAULO FREIRE | PR-SP

R$ 100.000,00

PAULO MALUF | MDB-SP

R$ 350.000,00

PROF. DORINHA S REZENDE | DEM-TO

R$ 1.000.000,00

PROF MARCIVANIA | PCdoB-AP

R$ 400.000,00

REMÍDIO MONAI | PR-RR

R$ 100.000,00

ROBERTO SALES | DEM-RJ

R$ 100.000,00

RONALDO BENEDET | MDB-SC

R$ 100.000,00

SÉRGIO MORAES | PTB-RS

R$ 500.000,00

SÉRGIO PETECÃO | PSD-AC

R$ 500.000,00

SIMONE TEBET | MDB-MS

R$ 300.000,00

TEREZA CRISTINA | DEM-MS

R$ 200.000,00

TIRIRICA | PR-SP

R$ 500.000,00

VALDEMIR MOKKA | MDB-MS

R$ 400.000,00

VALDEMIR MOKKA | MDB-MS

R$ 530.000,00

VALDIR RAUPP | MDB-RO

R$ 500.000,00

VICENTINHO ALVES | PR-TO

R$ 500.000,00

TOTAL

R$ 106.852.629,00

 

A equipe de organização, composta pela comissão de voluntários Renato Junqueira (presidente do Rodeio pela Vida) e Luiz Cândido Junqueira (vice-presidente do Rodeio pela Vida), afirma que a ideia é fixar o “Rodeio pela Vida” no calendário da cidade.

O Hospital de Amor (HA) – referência em oncologia, que acolhe pacientes de todo o país – realiza, entre os dias 17 e 20 de outubro, a 1ª edição do “Rodeio pela Vida”, na cidade de Barretos (SP). O evento, que acontece no Recinto Paulo de Lima Corrêa, em prol do HA, Santa Casa de Misericórdia e entidades assistenciais do município, contará com atrações musicais, rodeio em touros e cavalos (sela americana, bareback e cutiano), provas de Team Penning e Três Tambores.

Renato Junqueira (presidente da comissão), ao lado de Osmar Marchi (responsável pelas montarias), durante o lançamento do Rodeio pela Vida.

A equipe de organização, coordenada pelo presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, e composta pela comissão de voluntários Renato Junqueira (presidente do Rodeio pela Vida) e Luiz Cândido Junqueira (vice-presidente do Rodeio pela Vida), afirma que a ideia é fixar o “Rodeio pela Vida” no calendário da cidade. “Nosso objetivo é fazer uma festa para toda população de Barretos e região”, afirmou o presidente da comissão. Neste ano, o mesmo formato também será realizado na cidade de Jaborandi (SP).

Atrações
No primeiro dia, 17/10 (quinta-feira), o evento será marcado com show da dupla Edson & Hudson e com o trio de DJs da Make U Sweat (MUS) – composto por Dudu Linhares, Guga Guizelini e Pedro Almeida. No dia 18/10 (sexta-feira), as apresentações ficam por conta das duplas Carreiro & Capataz e Jads & Jadson; e no dia 19/10 (sábado), a dupla sertaneja Munhoz & Mariano e o cantor Juliano Cézar finalizam as atrações musicais, abrilhantando ainda mais essa ação solidária.

Para encerrar a festa, no domingo (20/10), acontece o “Festival do Arroz”, organizado pelos “Amigos do Caçu”, que prometem agradar o público com diversos pratos deliciosos.

De acordo com a comissão organizadora do rodeio, os preços serão acessíveis ao público, para que toda a população de Barretos e região possa prestigiar o evento, aproveitando as atrações e contribuindo com a causa. No dia 17/10, a pista custará R$ 20,00 e a área VIP, R$ 80,00. No dia 18/10, a pista terá o valor de R$ 30,00 e a área VIP, R$ 100,00. No dia 19/10, a pista custará R$ 30,00 e a área VIP, R$ 120,00. Já no domingo, a entrada no Recinto será gratuita e o almoço custará R$ 20,00.

Orlando Oliveira Silva coordena o Festival de Arroz – Amigos do Caçu.

Festival de Arroz
Reunir os amigos, preparar uma boa comida e fazer o bem é o que une os vinte voluntários que promovem o “Festival do Arroz – Amigos do Caçu”. Liderado pelo aposentado Orlando Oliveira Silva, 62 anos, o festival irá encerrar as atrações do 1º ‘Rodeio pela Vida’.

A 1ª edição do festival ocorreu em 2018, em Caçu (GO), e foi um grande sucesso, o que estimulou os organizadores a seguirem com o projeto continuamente, em prol do Hospital de Amor e demais entidade da cidade goiana.

De acordo com Orlando, “ver o sucesso dos cofrinhos do Hospital de Amor e como esse trabalho é importante para a instituição, nos motivou a iniciar esse projeto. Temos o maior prazer de poder participar do rodeio, apenas pela satisfação de conseguir ajudar”, afirma o líder da iniciativa.

A tradicional culinária goiana é a principal referência durante o preparo dos pratos. A grande atração é o famoso arroz com pequi, fruto nativo do cerrado e muito consumido no estado de Goiás e no Norte de Minas Gerais. O fruto, que possui o tamanho aproximado de uma maçã pequena, tem um caroço revestido por uma polpa comestível macia e amarela, que libera seu peculiar sabor. O segredo da preparação é o cuidado necessário com a camada de espinhos extremamente finos que a fruta possui. De acordo com a Embrapa, o fruto é rico em vitaminas A e C, além de possuir propriedades antioxidantes e ácidos graxos, que contribuem com a redução dos níveis de colesterol LDL do sangue.

Outro prato que também promete agradar é o arroz com gariroba, palmeira nativa do cerrado, também conhecida como gueroba, gariroba, gairova e coqueiro-amargoso. O palmito extraído do alimento tem um sabor marcante, pois o seu amargor consegue trazer autenticidade e um sabor forte. O palmito é tão utilizado em Goiás que até existe uma lenda local sobre ele. Segunda a mesma, em tempos de lua cheia, o amargo da gariroba é menor. Já em períodos de lua nova, é maior.

Já os demais pratos do festival, como: arroz com galinha (a tradicional galinhada), arroz com linguiça, arroz com carne seca, bolinho de arroz e arroz com suan de porco são mais comuns nos demais estados do país. E para os amantes de doce, não poderia faltar o clássico arroz doce.

A expectativa dos organizadores é de servir 1.200 pratos, no dia 20 de outubro (último dia do RPV), com estimativa de arrecadação superior a 20 mil reais, em prol do Hospital de Amor, Santa Casa de Misericórdia e entidades assistências de Barretos (SP).

Munhoz & Mariano cantaram dois dos seus maiores sucessos com o coral “Papo Furado” e emocionaram a todos.

Lançamento
Neste dia 19 de setembro, comissão organizadora, parceiros, doadores, entidades assistenciais, autoridades locais, imprensa e convidados se reuniram no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, em Barretos, para o lançamento do 1º “Rodeio pela Vida”.

Durante a solenidade, os participantes puderam entender mais detalhes desta grande festa em favor da vida e conhecer as atrações, montarias e provas envolvendo competidores renomados do universo do rodeio. O presidente do HA, Henrique Prata, destacou a importância do apoio da sociedade para a realização desse evento. “Decidimos fazer uma festa com preços acessíveis para que muita gente consiga participar. Aguardamos cinco mil pessoas nos dias de semana e dez mil no final de semana, para conseguir arrecadar recursos. Esperamos plantar essa semente para que, no próximo ano, mais patrocinadores acreditem e abracem a nossa causa. Esperamos que a nossa cidade acolha esse projeto, pois ele foi pensado com muito carinho”, afirmou.

A dupla parceira do hospital e também uma das escolhidas para se apresentar no rodeio, Munhoz & Mariano, prestigiou o evento. Padrinho do coral “Papo Furado”, projeto do HA que reúne pacientes laringectomizados, o cantor Mariano contou sobre seu envolvimento com a instituição e sua gratidão, por ter tido sua mãe curada de um câncer na garganta. “Para nós é mais do que um privilégio estar aqui hoje, pois somos colaboradores do Hospital há bastante tempo. No final do ano passado, eu estive aqui no HA com a minha mãe, quando ela iniciou seu tratamento, e realmente eu pude viver o Hospital de Amor, ficando completamente apaixonado e encantando com o que eu vi. Durante os seis meses que eu fiquei ali, eu pude sentir, a cada dia, um pouco do amor que existe em todas as pessoas que atuam nessa instituição. Hoje, graças a Deus minha mãe está curada e, apesar dela já ter saído do hospital, eu não consigo sair nunca mais! Eu tenho certeza de que o Rodeio pela Vida será muito melhor que muitos outros que existem pelo Brasil e tem de tudo para ser um marco e entrar no calendário anual de festas de Barretos e do país. Só temos que agradecer à equipe, aos colaboradores e a todos que irão contribuir com essa causa”, declarou Mariano.

Para fechar com chave de ouro, a dupla cantou dois dos seus maiores sucessos (“Camaro Amarelo” e “A Bela e a Fera”) com o coral e emocionou todas as pessoas que ali estavam. No final, um delicioso almoço com algumas das delícias do Festival de Arroz foi servido – um convite mais do que especial para a grande festa!

Ingressos
Os ingressos já estão à venda nos seguintes locais: Casa das Fraldas (Bom Jesus), Proservice Auto Posto e Conveniência (Jockey), Lela’s Mania Auto Posto e Conveniência, Bar e Lanchonete do Raimundinho (Baroni), Cantina da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata (FACISB), Cadam (av. 43), Golf Class (North Shopping Barretos), Bão Barretos – Western e Fazendinha Agropecuária e Pet Shop (av. 43).

Em Colina (SP), os pontos de venda são: Paro Verde – Viveiro de Mudas e Misturinha Fina.

Mais informações no departamento de captação de recursos do Hospital de Amor, através do telefone, (17) 3321-6607. Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8:00 às 17:00.

No dia 19/10 (sábado), a dupla sertaneja Munhoz & Mariano e o cantor Juliano Cézar finalizam as atrações musicais do 1º Rodeio pela Vida, abrilhantando ainda mais essa ação solidária.

Publicado em 19 de set de 2019   |   Artigos, Destaques, Institucional, Captação de Recursos