fbpx

Escritório de Projetos e Inovação Tecnológica: saiba mais sobre o trabalho do EPIT

Desde 2010, o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital de Amor (IEP) auxilia os pesquisadores da instituição no relacionamento com as agências de fomento, através de uma área de apoio institucional ao pesquisador. Em 2012, este departamento recebeu o nome de Escritório de Projetos e Inovação Tecnológica (EPIT). O EPIT é responsável por atuar como interface entre os pesquisadores e as agências de fomento, realizando o suporte técnico-administrativo e financeiro dos projetos de pesquisa da entidade, seja para auxílios individuais, bem como, projetos institucionais.

O objetivo do escritório é auxiliar o pesquisador nas questões administrativas dos projetos, desde a contratação, passando pela compra dos itens concedidos, liberação de recursos, preparação dos documentos para importação, incorporação do material permanente adquirido até a finalização com a apresentação da prestação de contas, dentro dos moldes exigidos por cada agência de fomento.

O EPIT tem um papel essencial na atuação como interface entre os pesquisadores e as agências de fomento de pesquisa.

De acordo com a supervisora de projetos do setor, Joyce Silva, o EPIT tem como missão proteger o patrimônio intelectual de seus pesquisadores e inventores, estimulando e valorizando a atividade criativa pela produção científica e proporcionando novos métodos de desenvolvimento com a inovação. A área de projetos do departamento oferece apoio institucional ao pesquisador, com a criação e atuação na área administrativa e na gestão dos processos, das compras, da organização de documentos e da prestação de contas. “Dessa forma, os pesquisadores ganham mais tempo para se dedicar à pesquisa, garantindo um melhor andamento dos projetos e, consequentemente, aumentando as produções cientificas e fortalecendo das grandes parcerias dentro da comunidade cientifica”, afirma Joyce”. Já a área de Inovação Tecnológica do setor tem como principal objetivo orientar os pesquisadores, destacando o valor da propriedade intelectual com o registro de marcas, patentes e direitos autorais, de acordo com o estabelecido na Política de Propriedade Intelectual do Hospital de Amor.

No campo de pesquisa e desenvolvimento, cabe ao EPIT participar de negociações dos projetos, especificamente no que diz respeito à propriedade intelectual e ao sigilo, assegurando que direitos fundamentais do Hospital de Amor e de seus pesquisadores sejam preservados, de acordo com o que estabelecem as políticas institucionais.

 

A funcionalidade do EPIT pode ser estabelecida em tópicos, distribuídos da seguinte forma:

1. Estimular o patenteamento e o registro da criação intelectual no hospital;
2. Orientar e prestar assistência aos criadores sobre como elaborar as solicitações de patentes e registros;
3. Receber dos criadores as solicitações de patentes e registros;
4. Analisar a viabilidade técnica e econômica da criação intelectual;
5. Incumbir-se da tramitação do processo de solicitação até a efetivação do depósito da patente;
6. Apoiar a transferência de tecnologia desenvolvida no Hospital de Amor;
7. Administrar a execução dos contratos de exploração de patentes e/ou registros;
8. Instruir os criadores para assegurar a novidade;
9. Exigir a inserção de cláusulas específicas de proteção intelectual nos convênios e contratos firmados;
10. Emitir parecer sobre toda solicitação de pedido de patente e/ou registro encaminhado ao IEP.

Quem pode utilizar os serviços do EPIT?
Todos os pesquisadores, alunos de pós-graduação e colaboradores atuantes na equipe multiprofissional do Hospital de Amor (em qualquer das unidades da instituição espalhadas pelo Brasil) que tenham uma ideia inovadora, um projeto de pesquisa ou pretendem fazer uma parceria com outras instituições, podem contar com o suporte oferecido pelo escritório.

O setor realiza todo o suporte técnico-administrativo e financeiro dos projetos de pesquisa do HA, seja para auxílios individuais, bem como, projetos institucionais.

Publicado em 19 de mar de 2019   |   Destaques, Institucional, Ensino e Pesquisa

Desde 2010, o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital de Amor (IEP) auxilia os pesquisadores da instituição no relacionamento com as agências de fomento, através de uma área de apoio institucional ao pesquisador. Em 2012, este departamento recebeu o nome de Escritório de Projetos e Inovação Tecnológica (EPIT). O EPIT é responsável por atuar como interface entre os pesquisadores e as agências de fomento, realizando o suporte técnico-administrativo e financeiro dos projetos de pesquisa da entidade, seja para auxílios individuais, bem como, projetos institucionais.

O objetivo do escritório é auxiliar o pesquisador nas questões administrativas dos projetos, desde a contratação, passando pela compra dos itens concedidos, liberação de recursos, preparação dos documentos para importação, incorporação do material permanente adquirido até a finalização com a apresentação da prestação de contas, dentro dos moldes exigidos por cada agência de fomento.

O EPIT tem um papel essencial na atuação como interface entre os pesquisadores e as agências de fomento de pesquisa.

De acordo com a supervisora de projetos do setor, Joyce Silva, o EPIT tem como missão proteger o patrimônio intelectual de seus pesquisadores e inventores, estimulando e valorizando a atividade criativa pela produção científica e proporcionando novos métodos de desenvolvimento com a inovação. A área de projetos do departamento oferece apoio institucional ao pesquisador, com a criação e atuação na área administrativa e na gestão dos processos, das compras, da organização de documentos e da prestação de contas. “Dessa forma, os pesquisadores ganham mais tempo para se dedicar à pesquisa, garantindo um melhor andamento dos projetos e, consequentemente, aumentando as produções cientificas e fortalecendo das grandes parcerias dentro da comunidade cientifica”, afirma Joyce”. Já a área de Inovação Tecnológica do setor tem como principal objetivo orientar os pesquisadores, destacando o valor da propriedade intelectual com o registro de marcas, patentes e direitos autorais, de acordo com o estabelecido na Política de Propriedade Intelectual do Hospital de Amor.

No campo de pesquisa e desenvolvimento, cabe ao EPIT participar de negociações dos projetos, especificamente no que diz respeito à propriedade intelectual e ao sigilo, assegurando que direitos fundamentais do Hospital de Amor e de seus pesquisadores sejam preservados, de acordo com o que estabelecem as políticas institucionais.

 

A funcionalidade do EPIT pode ser estabelecida em tópicos, distribuídos da seguinte forma:

1. Estimular o patenteamento e o registro da criação intelectual no hospital;
2. Orientar e prestar assistência aos criadores sobre como elaborar as solicitações de patentes e registros;
3. Receber dos criadores as solicitações de patentes e registros;
4. Analisar a viabilidade técnica e econômica da criação intelectual;
5. Incumbir-se da tramitação do processo de solicitação até a efetivação do depósito da patente;
6. Apoiar a transferência de tecnologia desenvolvida no Hospital de Amor;
7. Administrar a execução dos contratos de exploração de patentes e/ou registros;
8. Instruir os criadores para assegurar a novidade;
9. Exigir a inserção de cláusulas específicas de proteção intelectual nos convênios e contratos firmados;
10. Emitir parecer sobre toda solicitação de pedido de patente e/ou registro encaminhado ao IEP.

Quem pode utilizar os serviços do EPIT?
Todos os pesquisadores, alunos de pós-graduação e colaboradores atuantes na equipe multiprofissional do Hospital de Amor (em qualquer das unidades da instituição espalhadas pelo Brasil) que tenham uma ideia inovadora, um projeto de pesquisa ou pretendem fazer uma parceria com outras instituições, podem contar com o suporte oferecido pelo escritório.

O setor realiza todo o suporte técnico-administrativo e financeiro dos projetos de pesquisa do HA, seja para auxílios individuais, bem como, projetos institucionais.

Publicado em 19 de mar de 2019   |   Destaques, Institucional, Ensino e Pesquisa